Suspeita de envolvimento em estupro de vulnerável é presa em Manhuaçu

Suspeita teria instruído meninas com menos de 12 anos de idade a se portarem no momento de praticarem relações sexuais com um idoso
Suspeita de envolvimento em estupro de vulnerável é presa em Manhuaçu - Foto: Divulgação/PCMG
Suspeita de envolvimento em estupro de vulnerável é presa em Manhuaçu – Foto: Divulgação/PCMG
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em ação conjunta com o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco/Ipatinga), prendeu, na última sexta-feira (26/2), uma suspeita de estupro de vulnerável e de divulgação de fotos de sexo e nudez envolvendo crianças e adolescentes. Os crimes ocorreram na cidade de Ipatinga, e a mulher foi presa em Manhuaçu, na Zona da Mata.

As investigações apontam que a suspeita teria instruído meninas com menos de 12 anos de idade a se portarem no momento de praticarem relações sexuais com um idoso, de 65 anos, preso no dia 27 de janeiro deste ano por pedofilia. À época, na residência dele, foram apreendidos celulares e computadores contendo vídeos e fotos feitos por ele enquanto praticava atos sexuais com crianças.

O delegado Gilmaro Alves Ferreira, que atua no Gaeco em Ipatinga, informa como era a participação da suspeita. “Ela concorria para o crime considerando que o idoso, ex-comissário de menores, fazia chamadas de vídeo para ela, a qual participava, fomentava e instruía as crianças na forma de lidar com o homem durante os atos sexuais, ensinado as práticas sexuais. Tudo isso foi possível ser provado por imagens e vídeos localizados após perícia nos equipamentos apreendidos durante o cumprimento de busca e apreensão que nós, da Gaeco, efetuamos no imóvel do idoso”, detalha.

Ferreira ainda conta que, até então, três vítimas foram identificadas, mas que podem aparecer novas. “Ela (a presa) fazia fotos e vídeos das crianças e enviava para o idoso e, em outras oportunidades, o homem aliciava meninas da igreja que ele frequentava, as levava para casa, oferecia doces, pirulitos e mantinha relações sexuais com elas. Nesses momentos é que ele fazia chamadas de vídeos com a mulher para que ela instruísse as meninas a como realizar os atos sexuais”, completa o delegado.

O inspetor de polícia Reinaldo de Mello Rodrigues afirma que “a Polícia Civil não tolera crimes como esses. Nosso compromisso em Manhuaçu é o de dar rápida resposta a essas situações e, diante desse caso conduzido com maestria pelo Gaeco, consideramos que era prioridade que a inspetoria se mobilizasse para efetivar a prisão nas primeiras horas do dia”.

A prisão da suspeita foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Manhuaçu, sob coordenação da delegada Adline Ribeiro de Mello Rodrigues, em conjunto com o Gaeco em Ipatinga, grupo formado por policiais civis e militares, e com a equipe da Delegacia Adjunta de Tóxicos e Entorpecentes em Manhuaçu.

Total
2
Comp.
Reportagem Anterior
Cidade Administrativa - Foto: Elberty Valadares/Por Dentro de Minas

Governo de Minas anuncia escala de pagamento de março e data para quitação do 13º de todos os servidores

Próxima Reportagem
Polícia prende suspeito e apreende drogas em Passos - Foto: Divulgação/PCMG

Polícia prende suspeito e apreende drogas em Passos

Postagens Relacionadas