O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.
 

publicidade

Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável em Contagem

Suspeito teria abusado da adolescente em um quarto da casa
Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável em Contagem - Foto: Divulgação/PCMG
Polícia Civil prende suspeito de estupro de vulnerável em Contagem – Foto: Divulgação/PCMG
Por Dentro de Minas - Google News

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, nessa quarta-feira (13/1), um homem, de 19 anos, suspeito de abusar sexualmente de uma adolescente, de 13, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O crime ocorreu em 24 de novembro do último ano, na residência do investigado, no bairro Parque São João.

No dia do crime, a vítima estava em companhia de três colegas em uma praça, em Contagem, onde o suspeito teria encontrado o grupo. Segundo apurado, o investigado era conhecido tanto pela vítima quanto pelos outros colegas.

O suspeito teria levado a vítima e os demais presentes à residência dele, mas, ao chegarem ao local, ele teria soltado três cachorros da raça pit bull para afastar os colegas. Quando a vítima também tentou fugir, ele teria obrigado a adolescente a entrar no imóvel.

De acordo com as investigações, o suspeito teria abusado da adolescente em um quarto da casa, além de ter forçado a vítima a fumar um cigarro de maconha. A delegada Laíse Rodrigues, responsável pelo inquérito policial, explica que, em consequência do abuso, a vítima teve que se submeter a uma cirurgia reparadora na região genital.

“O investigado confessa que praticou a relação sexual, porém ele alega que foi de forma consentida, negando qualquer tipo de violência contra a menor”, conta a delegada, ao ressaltar que “a questão é que manter relação sexual com menor de 14 anos é crime, independente da sua vontade. A violência é presumida, e o fato gerou a gravidade que ocorreu”, ao se referir à cirurgia a que a vítima foi submetida.

Após o crime, a vítima foi encontrada por uma irmã em uma praça. “A adolescente só conseguiu sair de lá na madrugada e ficou com muito medo. Tanto é que, quando ela saiu de lá, estava desorientada, ficou perambulando pelo bairro, e demorou a narrar, porque ela estava com muito medo do investigado”, afirma a delegada.

O suspeito, em 2018, também teria envolvimento em ato infracional análogo a homicídio de um policial militar.

A PCMG dará continuidade nas investigações para conclusão do inquérito policial. “O estupro de vulnerável tem pena de oito a 15 anos de reclusão”, destaca Rodrigues.

Total
1
Comp.
Relacionados