Gerais

Polícia apura atropelamento e tentativa de homicídio em Boa Esperança

Polícia apura atropelamento e tentativa de homicídio em Boa Esperança - Foto: Divulgação/PCMG
Foto: Divulgação/PCMG
  • Vítima teria fugido para a casa dela, mas foi perseguida pelo motorista, que invadiu o imóvel

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, na última sexta-feira (9/10), um suspeito de atropelamento e tentativa de homicídio de um adolescente, na cidade de Boa Esperança, Sul do estado. Segundo apurado, depois de ser atropelada, a vítima teria fugido para a casa dela, mas foi perseguida pelo motorista, que invadiu o imóvel e a agrediu com uma chave de rodas.

Após as polícias Civil e Militar serem informadas do crime, as equipes se deslocaram ao local, onde havia um veículo batido em um poste. Já a vítima foi encontrada pelos policiais, dentro da residência, caída e machucada. As investigações apontam que o suspeito teria ido em busca do adolescente com o intuito de atacá-lo. Ao encontrá-lo, o motorista o atropelou, batendo o carro.

A motivação seria a suspeita de o adolescente ter praticado ato infracional análogo a roubo seguido de estupro contra a namorada do motorista do veículo, no dia 16 de agosto. O investigado já havia sido preso por ter torturado um outro suposto envolvido no roubo e estupro. Ainda, ele vinha ameaçando a vítima há algum tempo.

8093 Publicações

Sobre
A Por Dentro de Minas é um portal que traz as principais notícias do Estado de Minas Gerais.
Artigos
Relacionados
Gerais

Mais de 190 mil doses da vacina de Oxford desembarcam no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte

Voo com os imunizantes contra a Covid-19 chegou neste domingo (24), às 9h45, ao Terminal de Cargas
Gerais

Operação Tempo Perdido prende suspeito de fabricar remédio clandestino em Uberlândia

Levantamentos indicaram que o foragido estaria fabricando clandestinamente remédios supostamente vendidos para emagrecimento
Gerais

Incêndio atinge supermercado no bairro Novo Aarão Reis, na Região Norte de Belo Horizonte

Chamas ficaram restritas no escritório da parte administrativa e o depósito do estabelecimento

Deixe uma resposta