Gerais

Irmão de prefeito, suspeito de matar candidato a vereador em Patrocínio, continua foragido

Irmão de prefeito, suspeito de matar candidato a vereador em Patrocínio, continua foragido - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A polícia ainda procura o paradeiro do irmão do Prefeito de Patrocínio, no Alto Paranaíba, e agora ex-secretário de Obras, Jorge Marra, acusado de homicídio do candidato a vereador Cássio Remis dos Santos (PSDB), de 37 anos, na tarde da última quinta-feira (24).

A justiça pediu a prisão preventiva de Jorge Marra, investigado pela morte do ex-vereador Cássio Remis. A informação foi confirmada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG).

O pedido foi expedido pelo juiz Walney Alves Diniz, da Vara Criminal e da Infância e da Juventude da Comarca de Patrocínio. assim o irmão do atual prefeito de Patrocínio,  Deiró Marra (DEM), segue foragido até a manhã deste sábado (26).

Sepultamento

O corpo do candidato a vereador Cássio Remis (PSDB), 37 anos, foi velado na Câmara Municipal, na manhã desta sexta-feira (25) ficando restrita apenas às pessoas mais próximas da vítima. Por volta das 11h o corpo foi levado para o cemitério Jardim dos Ipês onde foi sepultado por volta de 12h.

Assassinado

Em um vídeo gravado por câmeras de segurança registrar o momento exato do crime cometido pelo ex-secretário de Obras de Patrocínio, contra o candidato a vereador da cidade, Cássio Remis. Ele é assassinado a tiros volta das 15h30 dessa quinta (24/9).

Antes do crime, Cássio Remis, realizava um live atráves das redes sociais, mas pouco depois, Jorge Moreira Marra, usado um chapéu, chega à Avenida João Alves do Nascimento, descer do veículo, discute com o candidato a vereador e tomar o celular.

Na tentativa de recuperar o celular, Remis vai a prefeitura para procurar o ex-secretário de obra, os dois começam a se agredir e três homens tentam apartar a briga. Mas Marra então volta ao carro, pega uma arma e atira no candidato a vereador.

Ele tenta correr, mas é morto com cinco tiros. Após o crime, Marra foge em em sua caminhonete, uma Ford Ranger Branca.

Coletiva da Prefeitura

O prefeito de Patrocínio, Deiró Marra (DEM), irmão do ex-secretário de Obras, Jorge Marra, convocou uma imprensa e disse que ele não teve relação com a discussão entre Cássio e o irmão.  O prefeito afirmou que as críticas feita pelo candidato a vereador durante a live não procede e comentou que já foi providenciada a exoneração de Jorge Marra do cargo de secretário.

“Quero inicialmente dizer que nós estamos, de forma muito consternada, com tudo que aconteceu, com dor e com muito pesar que a gente percebe isso. Lamentamos tudo que aconteceu e essa sequência de fatos absolutamente injustificáveis, que culminaram na morte do vereador Cássio Remis por disparo de armas de fogo, infelizmente pelas mãos do meu irmão, Jorge Marra. Esperamos que todos os fatos sejam elucidados e apurados de forma transparente pelas polícias, com a mais absoluta isenção de tudo isso. É um fato que choca todos nós. Digo aqui que todas minhas diferenças de campo político sempre foram resolvidas através do debate, jamais tive qualquer atitude fora desse campo. Infelizmente não conheço e não sei de nenhum fato e de nenhuma ação que culminou nessa tragédia, mas posso aqui externar minhas condolências à família do vereador Cássio Remis. Em consideração ao posto que ele ocupou e sua trajetória estamos decretando luto oficial por três dias”, disse aos jornalistas.

473 Publicações

Sobre
Editora do Por Dentro de Minas responsável pela sessão de notícias Gerais.
Artigos
Relacionados
Gerais

Polícia localiza mais de meia tonelada de droga em fundo falso de caminhão em BH

Homem responsável pela guarda do veículo, foi preso em flagrante
Gerais

Homem é suspeito de assassinar a própria mãe em Cataguases

Suspeito, filho da vítima assassinada, encontra-se internado no Hospital de Cataguases
Gerais

Polícia Civil apreende 35 aves silvestres em casa da zona rural em Itatiaiuçu

Apreensão foi descoberta após denúncia anônima de que havia manutenção ilegal e possível comercialização de animais silvestres

Deixe uma resposta