fbpx
Redes Sociais

Polícia Civil prende suspeito com haxixe em Divinópolis

Polícia Civil prende suspeito com haxixe em Divinópolis – Foto: Divulgação/PCMG

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, nesta terça-feira (02), um homem, de 29 anos, suspeito de tráfico de drogas. Na ação, deflagrada no bairro Catalão, em Divinópolis, foram apreendidos 100 gramas de haxixe, além de porções de maconha. Segundo apurado, os entorpecentes seriam oriundos do estado de São Paulo.

No interior da residência, foram encontrados cerca de 100 gramas do entorpecente, conhecido como haxixe, e segundo o investigado fora adquirida pelo valor de mil reais, podendo ser revendido posteriormente até por três mil reais.

De acordo com o Delegado responsável pelo caso, Weslley Castro, as investigações apontavam que o investigado revenderia os entorpecentes para dependentes químicos com alto poder aquisitivo na cidade. “Tal entorpecente trata-se de uma resina com alto grau de pureza do princípio ativo do narcótico usualmente chamado de “maconha”, possuindo altíssimo valor de mercado em razão da característica destacada”, explicou o delegado.

O investigado, que até então não possuía passagens policiais, foi conduzido ao plantão da Delegacia Regional de Divinópolis para as devidas providências.

Gerais

Sexo na terceira idade auxilia no bem-estar, saúde e autoestima

Consultora em sexualidade dá dicas para aquecer a relação após os 60 anos

Para algumas pessoas, sexo na terceira idade ainda é um tabu. Porém, essa é uma das fases mais gostosas para aproveitar a relação a dois e curtir novas experiências com o parceiro, além de evitar a rotina e se sentir bem em diversos aspectos. Afinal, após os 60 anos, a sexualidade também é sinônimo de saúde e autoestima.

Segundo um levantamento divulgado pelo Programa de Estudos em Sexualidade da USP, cerca de 65% dos brasileiros com mais de 60 anos mantêm a vida sexual ativa. Enquanto isso, de acordo com estudo publicado pela revista científica Sexual Medicine, na Inglaterra, a atividade sexual entre os mais velhos melhora consideravelmente a saúde e o bem-estar.

Rotina impede novas experiências

Aline Bicalho, consultora em sexualidade, comenta que, se para os mais jovens esse é um assunto recorrente, quem já se está em uma fase mais madura encontra alguns desafios em relação a sexualidade. “Além do tabu que ainda persiste em alguns grupos da sociedade, a temida “rotina” com o parceiro torna-se um empecilho para curtir a relação. Porém, uma boa dose de diálogo e ideias inovadoras podem fazer a relação se reacender ou, até mesmo, para quem não se encontra em um relacionamento, conhecer novas pessoas e aumentar a autoestima”, conta.

Dicas para aproveitar a relação na terceira idade

Aline esclarece que o primeiro passo para continuar aproveitando as sensações da juventude é esquecer o mito de que sexo não é para os mais velhos. “Pelo contrário, ao amadurecer já experimentamos bastante coisa e sabemos o que nos faz sentir bem ou não. Portanto, esse pode ser o melhor momento para intensificar os desejos em relação ao que gosta na intimidade com o parceiro”, diz.

No entanto, na terceira idade também continua sendo válido experimentar coisas novas. “Quando o assunto é sexo, sempre tem algo novo para aprender e experimentar. O que vale é você e seu parceiro se sentirem confortáveis e buscarem novas sensações”, destaca.

Produtos eróticos como aliados da relação

Os famosos “brinquedinhos” eróticos são uma ótima pedida para aquecer a relação e conhecer novas sensações. Aline revela que já existem vários produtos direcionados para esse público, como hidratantes rejuvenescedores da região íntima, lubrificantes de uso diário que dão muito conforto às mulheres que têm tendência à ressecamento após a menopausa e excitantes unissex, por exemplo. “Existem diversas opções para utilizar em diferentes ocasiões e sair da rotina. Alguns mais intensos, outros mais leves, para todos os gostos. Eles podem se transformar em uma oportunidade incrível para aumentar o prazer e autoestima em qualquer fase da vida”, indica a consultora.

Fonte: Aline Bicalho, consultora em sexualidade. Formada em sexualidade, erotismo e cultura. Empresária e criadora do Movimento Amigas Da Bunita. Casada e mãe de 3 filhos.

Continuar lendo

Gerais

Hospital de Patos de Minas abre 135 vagas de emprego para diversos cargos

Inscrições são para contratação imediata e terminam na sexta-feira (3/7)

Foto: Divulgação/Fhemig

A Fhemig abre nesta quarta-feira (1/7) as inscrições para o preenchimento de 135 vagas para contratação imediata e temporária no Hospital Regional Antônio Dias, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. O prazo termina na sexta-feira (3/7).

Os profissionais selecionados irão atuar na linha de frente de atendimento aos casos de covid-19. Clique aqui para acessar o edital e mais informações.

Os vencimentos básicos do chamamento emergencial variam entre R$ 1,3 mil a R$ 9 mil e são oferecidas vagas para médicos, fisioterapeutas respiratórios, assistentes sociais, bioquímico, farmacêutico, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnico em patologia clínica, técnico em farmácia, técnico em radiologia e auxiliares administrativos (veja na tabela abaixo).

Quadro de vagas e vencimentos báscios – Chamamento Emergencial HRAD

(*) Os vencimentos básicos são acrescidos de vantagens inerentes à função exercida e ao local de atuação, a serem informadas no processo de contratação.

Continuar lendo

Gerais

Polícia Civil apreende 875 micropontos de LSD em operação em Belo Horizonte

Preso seria uma espécie de mula do tráfico

Polícia Civil apreende 875 micropontos de LSD em operação em Belo Horizonte - Foto: Divulgação/PCMG

Polícia Civil apreende 875 micropontos de LSD em operação em Belo Horizonte – Foto: Divulgação/PCMG

Durante operação realizada nesta quarta-feira (1º), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apreendeu 875 micropontos de LSD e um frasco contendo substância semelhante à LSD líquida, no bairro Guarani, região Norte de Belo Horizonte. No curso dos trabalhos, um homem de 20 anos foi preso após receber o material.

Conforme explicou o Delegado Rodolpho Machado, o preso seria uma espécie de “mula do tráfico”, ou seja, fazia apenas a entrega da droga para outros membros da organização criminosa. No entanto, ele tinha consciência da ilegalidade da conduta e, por isso, irá responder pelo crime de tráfico. Machado ainda ressalta o alto valor comercial dos entorpecentes apreendidos e o envolvimento de pessoas em níveis mais elevados na quadrilha.

“As investigações estão em andamento até o desmantelamento de toda essa associação criminosa voltada ao tráfico de substâncias sintéticas”, finaliza Machado.

A equipe do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc) prossegue com os trabalhos investigativos.

Continuar lendo