ELEIÇÕES 2020Veja os 15 nomes dos candidatos a Prefeito em Belo Horizonte saiba mais
Gerais

Casal é preso pela Polícia Civil por adulterar anabolizante em Mariana

Casal é preso pela Polícia Civil por adulterar anabolizante em Mariana - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Casal é preso pela Polícia Civil por adulterar anabolizante em Mariana - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)
Casal é preso pela Polícia Civil por adulterar anabolizante em Mariana - Foto: Divulgação/Polícia Civil

Casal é preso pela Polícia Civil por adulterar anabolizante em Mariana – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Investigações conduzidas pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) resultaram na localização de um laboratório, no município de Mariana, para produção de anabolizantes adulterados. Durante operação, realizada nesta segunda-feira (11), foram presos um fisiculturista de 27 anos e a namorada, de 24.

No local foram apreendidas diversas substâncias anabolizantes já embaladas, centenas de frascos vazios próprios para o produto, além de sustâncias para a produção dos anabolizantes adulterados, entre óleos de cozinha coloridos artificialmente, coloríficos, tampas e vedações, alicate recravador para selar frascos, centenas de rótulos e embalagens.

De acordo com o delegado Rodolpho Machado, que coordena as investigações, o suspeito chegou a competir e a vencer concursos próprios de atletas de musculação, como o Mister Brasil. A suspeita, natural de Viçosa, se identifica como maquiadora profissional.

O investigador Luiz Rossi explica que o suspeito enviava remessas do produto para todo território nacional, por meio de empresas de transporte. “Ele tinha uma laboratório na casa dele para fabricação própria. Utilizando óleos vegetais e outras misturas, o suspeito produzia a substância ‘anabolizante”.

Rossi chama a atenção para o fato de o suspeito vender sustâncias com pretensos princípios ativos, ao que tudo indica inexistentes ou diluídos nos frascos vendidos, aumentando assim a lucratividade.Apesar de produzir a substância em casa, nos rótulos dos frascos constava a informação de que o produto era importando da Tailândia. O material apreendido será encaminhado para a perícia técnica da PCMG para análise.

Conforme o chefe do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico, Delegado Júlio Wilke, os suspeitos podem responder pelo crime previsto no artigo 273 do Código Penal que consiste em falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

As investigações prosseguem para elucidação total dos fatos.

7943 Publicações

Sobre
A Por Dentro de Minas é um portal que traz as principais notícias do Estado de Minas Gerais.
Artigos
Relacionados
Gerais

Polícia Civil prende suspeito de abusar de adolescente em Mateus Leme

Homem foi preso em flagrante por estupro de vulnerável
Gerais

Casal suspeito de roubos é preso em Uberlândia

Foram realizadas buscas em cinco endereços que os investigados frequentavam
Gerais

Governo de Minas pagará salário de dezembro e parte do 13º a todos os servidores antes do Natal

Quase 40% da folha do abono natalino será paga no dia 23/12

Deixe uma resposta