ÚLTIMASBelo Horizonte registra primeira morte por dengue em 2020 saiba mais
Gerais

Polícia indicia suspeito de se passar por falso médico em Santa Luzia

Delegada Adriana Rosa – Foto: Divulgação/PCMG

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) indiciou um homem, de 23 anos, por se passar como falso médico na cidade de Santa Luzia. O suspeito prestou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA São Benedito) do município. O homem, que atuava como médico mesmo sem ter formação técnica ou qualquer outro contato com as profissões relacionadas à área da saúde, planejou toda a prática do crime.

O suspeito fez contato por meio do telefone geral de atendimento da Prefeitura Municipal de Santa Luzia, registrou o nome da atendente e, em seguida, ligou para a UPA São Benedito, dizendo que a funcionária teria indicações de médicos plantonistas substitutos para atuarem no plantão da Unidade. Na sequência, funcionários da UPA São Benedito fizeram contato com ele e ofereceram um plantão que estaria descoberto em razão de compromissos da médica titular. A médica, então, realizou o contato com o investigado e foi confirmada a substituição do referido plantão.

O indiciado repassou aos funcionários da UPA o próprio nome e o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) de um médico em situação regular como se fosse seu. Na data dos fatos, o falso médico compareceu à UPA São Benedito, se apresentou como médico substituto e foi direcionado ao coordenador administrativo da unidade, que o orientou e direcionou ao consultório onde realizaria os atendimentos.

A Delegada responsável pelo caso, Adriana Rosa, explicou como o golpe foi descoberto. “O corpo de enfermagem, ao receber os prontuários médicos, as prescrições de medicamentos e exames, perceberam as inconsistências no preenchimento dos documentos e nas prescrições, e alertaram os médicos titulares que estavam atendendo na data dos fatos. Um dos médicos questionou o homem e constatou que tratava-se de um falso médico e, juntamente com o coordenador administrativo, dispensou o indiciado do atendimento do plantão”, explanou.

O falso médico permaneceu dentro da unidade por cerca de 1h30. O laudo de sanidade mental conclui que o investigado possui transtorno de personalidade e perturbação da saúde mental. Foi concluído ao final que ele possuía redução da capacidade de entendimento e de se autodeterminar à época dos fatos, enquadrando-o como semi-imputável. Ele poderá responder pela prática dos crimes de exercício ilegal da medicina, usurpação de função pública e falsificação de documento público.

7722 Publicações

Sobre
A Por Dentro de Minas é um portal que traz as principais notícias do Estado de Minas Gerais.
Artigos
Relacionados
Gerais

Polícia indicia 18 suspeitos de integrarem organização criminosa em Contagem

Quatro suspeitos ainda são procurados pela polícia
Gerais

Buscas em Brumadinho serão retomadas pelos Bombeiros

Ações do Bombeiros, suspensas devido à pandemia da covid-19, recomeçarão com equipe de 60 militares
Gerais

Operação conjunta resulta em apreensões de drogas em Uberaba

Três pessoas foram presas durante operação com mais de duas toneladas de drogas
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

Deixe uma resposta