ELEIÇÕES 2020Veja os 15 nomes dos candidatos a Prefeito em Belo Horizonte saiba mais
Gerais

Primos de menina que caiu do 9º andar de prédio em BH são indiciados pela PC

Condomínio Mais Solares - Foto: Reprodução/Google Street View
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, na quinta-feira (07), o inquérito que apurou as circunstâncias da queda de uma criança de 11 anos do 9º andar de um prédio no bairro Heliópolis, em Belo Horizonte, na madrugada do dia 13 de outubro. O casal proprietário do apartamento, que era o responsável pela criança, foi indiciado por lesão corporal culposa.

O chefe do 1º Departamento de Polícia Civil em BH, Delegado-Geral Wagner Sales, ressaltou o trabalho da PCMG. ‘O inquérito policial esclareceu, a partir de indícios de autoria e materialidade, o ocorrido. Sua conclusão se deu com celeridade em menos de um mês do fato trazendo uma resposta para a sociedade’, disse.

De acordo com delegada Ana Patrícia França, que conduziu a investigação, revelou o motivo do indiciamento. ‘O indiciamento foi por lesão corporal culposa. O casal não teve a intenção mas poderia e deveria ter agido para impedir o resultado que foram as lesões graves na criança. Houve uma negligência do casal ao deixar uma janela aberta tendo uma criança em casa e o sofá-cama embaixo da janela que favoreceu a precipitação da vítima’. A delegada ainda acrescentou que ‘o indiciamento também tem um caráter pedagógico uma vez que a pessoa ao assumir a responsabilidade de ficar com uma criança, um incapaz, ao levar alguém para fazer uma trilha, essa pessoa se torna ¿garantidora¿ dessa pessoa e adotar determinados cuidados que não tomaria com uma pessoa adulta’, explicou.

Foram realizadas diversas diligências, entre elas foram feitas coletas de depoimentos do casal proprietário do apartamento, do síndico, de porteiros, de vizinhos e da vítima, além do laudo pericial do local. ‘Durante toda a investigação não houve nenhuma informação de que o casal teria agido de forma intencional. Pelo contrário, é um casal muito querido pelos pais e pela vítima’, disse a delegada.

A delegada ainda ressaltou que a PCMG não pediu a prisão do casal e que o inquérito policial será encaminhado para o crivo do Ministério Público e posteriormente a Justiça.

Condomínio Mais Solares – Foto: Reprodução/Google Street View

7895 Publicações

Sobre
A Por Dentro de Minas é um portal que traz as principais notícias do Estado de Minas Gerais.
Artigos
Relacionados
Gerais

Polícia prende suspeito de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo em João Monlevade

Denúncia anônima dando conta de que o suspeito teria envolvimento também com o tráfico de drogas
Gerais

Polícia prende suspeito de ameaçar a própria mãe em Unaí

Na casa do suspeito foi apreendidas munições, um revólver calibre e dinheiro
Gerais

Polícia Civil investiga vereador por importunação sexual em Varginha

Vereador estaria espionando mulheres enquanto trocavam de roupa, em um banheiro do Caic

Deixe uma resposta