Servidores da UFMG mantem greve em BH


Servidores técnico-administrativos da Universidade Federal Minas Gerais (UFMG) continua a greve depois de um assembleia festa nesta quarta-feira (24), em Belo Horizonte.

Cerca de  60% dos trabalhadores aderiram ao movimento, iniciado no dia 28 de maio, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino (Sindifes).

Também participam da greve os servidores do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) e da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

A greve é para reajuste de 27,3% no salário, além de cortes de verbas da educação.

Total
0
Shares

Relacionados