Redes Sociais

Concursos e Empregos

Nova edição do Programa Jovem Aprendiz Vallourec abre inscrições

Serão oferecidas 25 vagas para o curso de Manutenção Mecânica Industrial e 20 vagas para o curso de Eletromecânica

De 24 de setembro a 2 de outubro, jovens de 17 e 18 anos poderão se inscrever para mais uma edição do Programa Jovem Aprendiz Vallourec 2018. Serão oferecidas 25 vagas para o curso de Manutenção Mecânica Industrial e 20 vagas para o curso de Eletromecânica. A iniciativa é fruto da parceria entre a Vallourec e o Senai Euvaldo Lodi.

“O curso é uma ótima oportunidade de capacitação para os adolescentes e abre caminhos para a carreira profissional, além de ser gratuito”, destaca Mirian Andrade, analista de Recursos Humanos da Vallourec. Podem participar jovens nascidos entre 1 de março de 2000 e 1 de março de 2001, que tenham Ensino Médio completo ou estejam frequentando a partir do 2º ano.

Para se inscrever é necessário apresentar original e xerox do documento de identidade, CPF, comprovante de escolaridade, comprovante de residência e de alistamento militar ou certificado de reservista, para os homens. O local de inscrição será na Fundação Sidertube, que fica próxima à Portaria III da usina Barreiro; e na sede do programa Comunidade Viva, localizada na rua Jornalista Wander Moreira, 332, Bairro das Indústrias – Belo Horizonte. O horário de inscrição é de 9h às 16h. A prova de seleção será realizada no dia 6 de outubro, na Escola Estadual Padre João Botelho.

Os aprovados terão como benefícios uma bolsa, vale-transporte, alimentação, cesta básica e assistência médica.

O curso de Manutenção Mecânica Industrial terá duração de 24 meses, sendo que o primeiro ano será de aulas teóricas no Senai Euvaldo Lodi e no segundo ano os alunos cumprirão a parte prática na Vallourec. Já o curso de Eletromecânica será de 12 meses e tanto a parte teórica quanto a prática serão no Senai Euvaldo Lodi.

As aulas do Programa Jovem Aprendiz Vallourec 2018 começam em 12 de novembro de 2018.

Serviço

Programa Jovem Aprendiz Vallourec 2018
Quando se inscrever: de 24/9 até 2/10
Onde se inscrever: Fundação Sidertube (Avenida Teresa Cristina, Portaria III – BH) ou Comunidade Viva (rua Jornalista Wander Moreira, 332, Bairro das Indústrias – BH)
Horário de inscrição: 9h às 16h

Concursos e Empregos

SENAI MG oferece cursos gratuitos para jovens e adolescentes que querem entrar no mercado de trabalho

Última semana de inscrições para a Aprendizagem Industrial

Cerca de 25,3% de jovens com idade entre 18 e 24 anos no Brasil estão desempregados. Para os adolescentes de 14 a 17 anos esse número sobe para 39%. Os dados são do quarto trimestre de 2017 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) trimestral divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em fevereiro deste ano.

Para esse grupo, fazer um curso de Aprendizagem Industrial pode ser a chance de aprender uma profissão, conquistar um emprego e sair das estatísticas. “Um dos fatores para este alto índice de desemprego entre os adolescentes é que a maioria deles não está qualificada para uma ocupação”, fala Edmar Alcântara, gerente de Educação do SENAI MG. Segundo ele, um dos motivos que contribui para este quadro é justamente a falta de oportunidades que eles têm para se qualificar. “A Aprendizagem, a meu ver, é o melhor modelo que temos hoje para a inserção desses jovens no mercado de trabalho”.

Por ano, o SENAI MG qualifica cerca de 27 mil alunos. Para o primeiro semestre de 2019 estão disponíveis mais de quatro mil vagas, em 100 cursos distribuídos em 26 áreas voltadas para a indústria, que pode ser para o setor de alimentos, moda, mineração, eletroeletrônica, entre outras. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 28 de setembro através do link: www.senaimg.com.br/aprendizagem/.

Para participar do programa, os candidatos devem ter entre 14 e 24 anos, estar cursando a partir do 9° ano do Ensino Fundamental, EJA ou ter concluído o Ensino Médio. Os cursos têm duração entre seis meses e um ano e meio e para entrar em um deles é preciso passar pelo processo seletivo.

Benefícios para quem estuda e para quem contrata

Além de gratuitos, os cursos de Aprendizagem Industrial dão aos jovens possibilidades reais de serem contratados por uma empresa como aprendiz. As chances passam dos 90%. A contratação é via CLT, com os mesmos direitos dos demais trabalhadores, como férias, 13º salário, FGTS e vale-transporte.

Outra possibilidade é a contratação definitiva do aluno pela empresa, ao final do curso, tornando-se um empregado efetivo.

As empresas que contratam aprendizes não só estarão cumprindo a legislação como também irão formar futuros profissionais alinhados à sua cultura organizacional e competências inerentes ao seu negócio.

Continua lendo

Concursos e Empregos

Estado nomeia 306 analistas e assistentes administrativos de Defesa Social

Desde a homologação do concurso, em 2014, já foram nomeados 9.913 aprovados para todo o sistema prisional

O Governo de Minas Gerais publicou, no dia 3 julho, no Diário Oficial do Estado, 306 nomeações de candidatos aprovados para os cargos de assistente executivo de Defesa Social e analista executivo de Defesa Social.

As nomeações são referentes ao concurso Seplag/SEDS nº 07/2013 e visam preencher vacâncias em razão de aposentadorias e exonerações e de contratos rescindidos das secretarias de Segurança Pública (Sesp) e Administração Prisional (Seap).

Na Sesp foram nomeados 78 aprovados, sendo 47 analistas executivos e 31 assistentes executivos. Já para a Seap foram nomeados um total de 228 pessoas (60 analistas executivos, 164 assistentes executivos e quatro médicos da área de defesa social).

Desde a homologação do concurso, em 2014, já foram nomeados 9.913 aprovados para todo o sistema prisional do Estado, sendo 2.846 aprovados para o cargo de agente administrativo assistente, analista e médico; 745 para o cargo de agente de segurança socioeducativo; e 6.322 para o cargo de agente de segurança penitenciário.

Os aprovados serão convocados nos próximos dias pela Superintendência Central de Perícia Médica no site da Seplag para realizar os exames médicos em até 30 dias contados a partir dessa quarta-feira (4/7).

Continua lendo

Concursos e Empregos

Fundação João Pinheiro abre inscrições para concurso público para Especialista em Políticas Públicas

Nota do Enem é utilizada na primeira etapa. Segunda etapa consiste na frequência e conclusão da graduação em Administração Pública

Teve início nesta quarta-feira (20/6) o período de inscrições para o concurso público para provimento de 40 vagas da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG). O Edital Seplag-FJP nº 001/2018 e o passo a passo para efetivação da inscrição estão disponíveis nas páginas da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Fundação João Pinheiro (FJP).

As inscrições custam R$ 60 e poderão ser feitas até 20 de julho na página da Fundação Cefet Minas. Para participar, o interessado deverá apresentar o número de sua inscrição no Enem e de seu CPF.

Cotas

Acatando a uma demanda da Escola de Governo da FJP, a Lei Estadual nº 22.929, de 13 de janeiro de 2018, instituiu as cotas sociais e raciais para ingresso no concurso público Seplag/FJP, constituindo uma das mais significativas conquistas da instituição e um avanço na promoção da democracia e dos direitos humanos no estado.

De acordo com a nova legislação, são destinadas 20% das vagas para pessoas negras; 3% para indígenas; e 17% para pessoas de baixa renda que estudaram em escolas públicas; e 10% para pessoas com deficiência.

Concurso

Os candidatos inscritos que forem aprovados com um mínimo de 350 pontos em cada prova objetiva e 500 pontos na redação do Enem 2018 serão classificados e os primeiros 40 convocados para a segunda etapa, que consiste na frequência e conclusão do curso de graduação em Administração Pública (Csap), ministrado pela Escola de Governo da Fundação João Pinheiro.

Oferecido de forma gratuita, o curso tem duração de quatro anos, período em que os estudantes recebem uma bolsa de estudos mensal correspondente a um salário mínimo.

Após formados, os bacharéis recebem o título de Administradores Públicos e são nomeados para atuar como Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) em um dos diversos órgãos e entidades da administração direta, autárquica e fundacional do poder executivo estadual.

Carreira

Essenciais para o aprimoramento da gestão pública em Minas Gerais, os EPPGG são aptos a trabalhar nas áreas de planejamento e avaliação, administração financeira e orçamentária, contabilidade, modernização da gestão, racionalização de processos, gestão e tecnologia da informação, recursos logísticos, recursos materiais, recursos humanos e administração patrimonial.

A remuneração do cargo de EPPGG, nível 1, grau A, pode corresponder a até R$ 5.100, aproximadamente, considerando o Vencimento Básico acrescido de 100% da Gratificação de Desempenho e Produtividade Individual e Institucional – GDPI (valor variável).

Excelência

A graduação em Administração Pública da FJP mantém um histórico de excelentes classificações nas avaliações oficiais do país. Em 2017, o curso ficou em 1º lugar entre os de Administração Pública do país no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e conquistou o conceito máximo (5) no Índice Geral de Cursos – IGC (Inep/MEC).

No mesmo ano, obteve o selo de qualidade 5 estrelas na avaliação de cursos superiores do Guia do Estudante – GE da Editora Abril e, em 2016 e 2017, recebeu o Prêmio Melhores Universidades – Excelência especializada.

Além dessas avaliações positivas, o curso obteve conceito “A” na avaliação requerida no processo de renovação de seu credenciamento junto ao Conselho Estadual de Educação, ocorrida em dezembro de 2016.

Continua lendo