O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

Inverno pode intensificar dores no corpo

Por Dentro de Minas - Google News

Oscilações de temperatura são responsáveis pelo aumento das dores musculares e articulares

Você  já percebeu que durante o inverno você sente mais dor, sobretudo no período da noite? Isso se deve à contração das artérias e arteríolas em resposta ao frio, diminuindo o aporte de sangue para os pés. O paciente que já tem a circulação comprometida sofre com uma restrição ainda maior do fluxo sanguíneo no inverno, explica o fisioterapeuta André Ribas.

Essa dificuldade na circulação ocorre, mais comumente, pelas placas de gordura (aterosclerose) causando obstrução nas artérias dos pacientes tabagistas, hipertensos, diabéticos e dislipidemicos. “Também devido ao frio, ocorre o aumento da viscosidade do líquido sinovial, que fica dentro da articulação e serve para lubrificar. Isso promove mais dor e rigidez no local, o que é ruim para quem sofre de problemas articulares”, completa.

De acordo com um estudo da Escola de Medicina da Universidade Harvard (EUA) e do Centro de Gerenciamento da Dor no Brigham and  Women’s Hospital, em Boston (EUA), 67% dos entrevistados responderam que sentem mais dor quando uma mudança brusca no clima se aproxima.  “As articulações apresentam barorreceptores, sensores de pressão, que são sensibilizados com essas mudanças repentinas”, evidência.

Além disso,  no inverno, pode ocorrer o fenômeno de Raynaud. Ele consiste também na vasoconstrição acometendo, em especial, as artérias dos dedos da mão e do pé e arteríolas cutâneas, como uma resposta excessiva ao frio e estresse emocional. “A pele fica fria, pálida ou cianótica (arroxeada). Podem surgir dor e formigamento”, explica André.

Nada de ficar parado

É comum no inverno as pessoas ficarem mais reclusas em casa, mas é importante manter o foco nos exercícios físicos.

Também é importante manter o corpo hidratado, beber bastante água, evitar bebidas alcoólicas, cigarro e roupas muito apertadas. Além de fazer pausas para se alongar, mesmo sentado. “O alongamento auxilia na circulação sanguínea e evita dores. Ele pode ser feito antes e após a prática de atividades físicas, mas também durante o dia a dia”, revela.

O fisioterapeuta chama atenção para a importância de manter os hábitos saudáveis e ficar atento a qualquer sinal de anormalidade. “Além dos cuidados já citados, também é preciso observar se há algum sintoma anormal, surgimento de feridas,  dor em repouso, indicando a necessidade de avaliação do especialista, para que o problema seja tratado o quanto antes e sua qualidade de vida restaurada”, alerta.

Fonte: André Ribas, fisioterapeuta e sócio proprietário da DaMatta Saúde Integral, na região da Savassi, em Belo Horizonte (@damattasaudeintegral).

Total
123
Comp.
Relacionados