Redes Sociais

Música

Daniel De Filippo apresenta o show “Como Você se Sente Vivo” em Ubá

Cantor apresentará neste sábado, 13 de abril, composições do seu repertório e de nomes da MPB, como Dori Caymmi, Sergio Pererê e João Boa Morte

A música popular brasileira vem revelando grandes talentos, como é o caso do cantor e compositor autodidata Daniel De Filippo, jovem de 21 anos que vem bebendo das melhores fontes para compor o show Como Você Se Sente Vivo. Ele faz sua apresentação no dia 13 de maio, sábado, no Salão Nobre Irmã Terezinha Cechin (Praça São Januário 276 – Ubá/MG) com duas sessões, a primeira às 18h, com entrada franca, e a segunda às 20h30, com ingressos a baixo custo.

Na apresentação, Daniel De Filippo interpretará músicas próprias e de Dori Caymmi, Sergio Pererê e João Boa Morte serão tocadas nos shows que tem patrocínio da CEMIG e apoio da Lei Estadual De Incentivo A Cultura. O artista é um talento nato já que sua história na música começou muito cedo. Com nove anos de idade, autodidata, começou a tocar violão e aos 16 anos já havia criado várias composições para voz e violão. Buscando se aprimorar e se profissionalizar ainda mais na música, estudou violão com o arranjador, maestro e violonista Pedro Hoisel e também com o compositor Kristoff Silva na Fundação Artística de Belo Horizonte, local onde Daniel De Filippo deu sequencia também aos seus estudos de música e cursa, desde o ano de 2018, a graduação em Artes Plásticas na Universidade Pública De Belo Horizonte (UEMG), na Escola Guignard.

O show

Como Você se Sente Vivo tem a direção artística Luiz Alberto De Filippo, direção musical e arranjos de Felipe Vilas Boas, que propõe uma fusão de ritmos brasileiros com o “Groove Rhythm” produzidos incessantemente pelo mercado musical. A banda é composta por Daniel De Filippo (voz e violão), Felipe Glauss (guitarras e contrabaixo), Aluísio Horta (percuteria), além de Daniel Guedes (cenário, figurino e luz). Na fronteira de estilos musicais e estéticos, o show Como Você se Sente Vivo propõe a abertura de espaço para uma reflexão coletiva, partindo de composições de um jovem brasileiro habitante do planeta terra que atento observa e expressa musicalmente o que sente e vê.

Serviço

Daniel De Filippo faz apresentação de Como Você se Sente Vivo em Ubá

Local: Salão Nobre Irmã Terezinha Cechin

Data: 13 de abril, (sábado)

Horários: às 18h com entrada franca

às 20h30 – Com ingressos a R$10

Endereço: Praça São Januário 276 – Ubá/MG

Capacidade: 180 lugares

Como Você Se Sente Vivo

Voz e violão: Daniel De Filippo

Guitarra: Felipe Glauss

Baixo: Aloísio Horta

Percuteria: Daniel Guedes

Direção: Luiz Alberto De Filippo

Direção musical e arranjos: Felipe Vilas Boas

Criação de luz: Luiz Alberto De Filippo

Cenário e figurino: Luiz Alberto De Filippo

Ficha Técnica

Montagem e operação de luz: Gerais Produções

Montagem e operação de som: Gerais Produções

Designer gráfico: Clara Gontijo

Produção:

Tânia De Filippo

Luiz Alberto De Filippo

Classificação etária: livre

Continua lendo
Publicidade
Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

MF Press

Tainá Grando grava clipe com revelação do funk MC Little e revela seu lado ‘menininha’

Reprodução / MF Press Global

Pedro Junior, o MC Little, é a nova promessa do funk e está voando alto.  Com apenas 14 anos já fez shows com grandes personalidades da música como: Péricles, Thiaguinho, Belo, Sorriso Maroto e agora gravou o clipe de seu novo hit com Tainá Grando, principal coreógrafa do funk no Brasil.

Tainá Grando conta como surgiu a parceria e elogia o cantor: “conheci o MC Little no Baile do Perna e surgiu dele o convite pra gravarmos um clipe juntos. Estou feliz que agora aconteceu. É um garoto com muito talento e que vai longe. Foi muito bacana mesmo e ele também dança muito bem. E por ser um clipe de um adolescente, a proposta é outra, o conceito do clipe, então eu vim com o meu lado bem menininha, mais teen, no figurino e nas danças em vez daquilo que o público está acostumado a ver de mim, que é o meu lado mais mulherão e mais sensual”.

MC Little acumulou milhões de visualizações no YouTube de suas músicas de trabalho anteriores pela Kondzilla e agora é o mais novo contratado da GR6, canal com 23 milhões de inscritos e um dos maiores do funk no Brasil.

Reprodução / MF Press Global

Continua lendo

MF Press

MC Sara chama atenção com o seu rebolado e dispara: “as gordinhas dançam melhor”

Dream Music / MF Press Global

Além de uma voz potente e de hits que tem tocado nos principais bailes do Brasil, a funkeira MC Sara tem chamado atenção com sua habilidade na dança. Nos seus clipes ‘Pancadão’ e ‘Saudade do Ex’, ela mostrou que tem muito rebolado e surpreendeu os fãs.

Apesar de muitos comentários positivos, alguns haters usaram do espaço na internet para destilar comentários preconceituosos, alegando que a cantora está acima do peso: “vou dançando e rebolando to nem ai pro preconceito. Mas eles tem que saber que as gordinhas dançam melhor (risos). Não tem nada a ver o meu peso, não me impede de dançar”.

Dream Music / MF Press Global

Sobre suas habilidades com a dança, a MC revela que sempre teve interesse neste tema: “Sempre amei dançar. Aprendi a dançar sozinha, não frequentei aulas, mas sempre me interessei por dança, até que conheci a Zumba, que conciliou meu amor pela dança com atividades físicas. Estou gostando muito”.

Fiquei um tempo sem dançar, mas depois do eu reencontrei minha amiga de escola a Rafaela Quando convidei ela e o grupo dela pra gravar meu clipe ‘Pancadão’, voltou a vontade de dançar novamente. Sempre achei dança algo libertador. Gosto de dançar trap, funk, sertanejo, forró, pagode, praticamente tudo”.

 

Continua lendo

MF Press

“Quando penso nessa data em primeiro lugar vem a minha mãe. Ela é a razão de eu ser cantor” afirma Jeferson Cunha

Jeferson Cunha é um cantor que está atraindo bastante atenção na cena do entretenimento em São Paulo. Além de ser muito elogiado pelas mulheres, que são a maioria do seu público nos shows, o cantor e ex-modelo mistura o pop com o ritmo sertanejo e consegue assim conquistar cada vez mais espaço.

No Dia da Mulher, Jeferson homenageou a sua mãe, dona Lea da Cunha Barbosa e revelou que ela é a razão de tudo que faz no mundo da música: “Esse dia é muito especial e toda homenagem as mulheres é merecida. Mas quando penso nessa data, em primeiro lugar vem a lembrança da minha mãe. Ela é minha maior inspiração na vida e tudo que fiz até aqui, iniciei por causa dela. Tudo que sou eu devo a ela. Mesmo em meio a dificuldade financeiras, ela nunca deixou nada faltar”.

O cantor traz relatos de sua infância que justificam a sua gratidão e admiração pela mãe: “Pra vocês terem uma ideia de quanto minha mãe é e foi guerreira, quando eu era um neném, ela e meu pai precisavam trabalhar, e não tinham com quem deixar a mim e minha irmã. Então, minha mãe levava nós dois em um carrinho até a metade do caminho do trabalho, para encontrar meu pai que já estava saindo do serviço. Meu pai levava a gente pra casa e mais tarde fazia o mesmo percurso pra quando minha mãe saía do trabalho. Eles fizeram isso por um bom tempo. Eu tenho muito orgulho disso”.

O cantor também homenageou sua esposa, Leticia Barbosa, e falou sobre a importância do Dia da Mulher: “O Dia da Mulher pra mim é um dia importante demais, pois tenho três mulheres na minha vida, mãe, esposa e irmã. Minha esposa é muito companheira e agora além de todas as alegrias de dividirmos a vida juntos, deu a luz ao meu filho Arthur. Minha mãezinha é guerreira, daquela que não vê problemas mas sim soluções. Ainda mais hoje que me tornei pai, sei da importância que é pra um filho ter uma figura maior para se espelhar. E por causa de tudo isso estou tentando ser 20% do que minha mãe foi pra mim, sei que se conseguir ser no mínimo 20%, serei um pai extraordinário”.

O cantor está trabalhando em um novo single para homenagear sua mãe, que será lançado brevemente, e partilhou um drama familiar que também tem sido motivador de prosseguir na carreira: “minha mãe sofre de Alzheimer e tem sido difícil para todos nós da família. Então resolvi, através da minha arte, da minha música, chamar atenção das pessoas para esse tema, inspirado nela, e assim conscientizar a sociedade”, afirma.

Continua lendo