Redes Sociais

Cultura

Banda Paz-Me apresenta seu primeiro Cd ‘Casa de Roça’

• atualizado em 21/09/2018 às 14:36

Da Tereza, Adoro o Sol, Casa de Roça e Aqui
Não Cai Não são alguns dos grandes
hits do primeiro disco do
grupo mineiro

Com muito amor e paixão pela música, o grupo mineiro Paz-Me formado nos anos 2000 por Raufe Pereira (vocal), Scott Ferreira (bateria) e Charles Galvani (Baixo) vem desempenhando um trabalho primoroso com o objetivo de fazer música brasileira sem compromissos com tendências e estilos. Prova disso foi que após o lançamento do seu primeiro EP no ano de 2004 (com cinco faixas e uma releitura), o grupo ganhou notoriedade e esteve presente na semifinal do saudoso “Pop Rock Brasil”, da Rádio 98 FM.

A partir disso a banda foi convidada para participar dos dois Volumes da  “Coletânea Membrana”, álbum de sucesso produzido pelo Selo Membrana. Nesse projeto a Paz-Me teve duas músicas inseridas que foram: Aqui Não Cai Não e Hoje Você Vai Comigo. Daí para frente o grupo Paz-Me gravou o seu primeiro vídeo clipe ganhando popularidade em portais de notícias, jornais e blogs dando o “gás” suficiente para enfim gravar o seu primeiro álbum “Casa de Roça”.

Com a pegada do bom e velho “Rock And Roll” e demais influências musicais, o grupo gravou em seu primeiro disco “Casa de Roça” 10 canções muito bem trabalhadas. Da Preta, Da Tereza, Da Maria, Adoro o Sol, Hoje Você Vai Comigo, Matuto, Casa de Roça, Da Nilma, Seu Manel e Aqui Não Cai Não completam o disco que traz toda uma temática mineira.

Capa do CD: Casa de Roça

De acordo com Scott Ferreira, (baterista), o titulo “Casa de Roça” foi dado pela pegada da banda com questões cotidianas do interior. “O princípio da banda é o de trazer paz para as pessoas. Casa de Roça combinou com o todo o CD, com todo o contexto, desde as músicas quanto às letras. A maioria das letras trazem essa questão do interior como, por exemplo, Matuto, Da Nilma e etc. Ou seja, com essa conjunção do interior demos o nome Casa de Roça”, explicou.

Já para Charles Galvani (baixista), o nome “Casa de Roça” foi praticamente a última coisa definida do álbum. “Nós fomos compondo, compondo e coincidentemente vimos que metade das músicas do disco tinha esse aspecto regional.  Assim, no final de tudo, escolhemos o nome Casa de Roça porque fechava bem a questão da tranqüilidade e tal. Contudo, Não queremos limitar o conceito do cd, porque quem for escutar o álbum pode achar que vai ouvir algo parecido com Sá e Guarabira , o que seria uma honra pra gente mas não foi este o resultado final.  Tenho certo receio disso, mas acredito que quem parar para ouvir o nosso disco vai gostar do trabalho que fizemos”, comentou.

Já disponível

O álbum “Casa de Roça” está disponível no formato físico e também no formato digital. Para os que quiserem conhecer mais sobre o trabalho da banda, ele já está disponível no site da banda//www.pazme.com.br .Em breve o disco estará disponível também nos canais de digitais como Deezer e Spotify.

Serviço:

Banda Paz-Me apresenta seu primeiro Cd ‘Casa de Roça’

Site: //www.pazme.com.br

E-mail: [email protected]

Setorial Comunicação Empresarial

E-mail: [email protected]

Fotos: Divulgação Banda Paz-Me

@Direitos Autorais e Intelectuais Reservados – 2018

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Manu Dias Manu Dias lança seu primeiro álbum em show na próxima semana

Artista sobe ao palco do Teatro SESIMINAS no dia 11 de abril

Manu Dias, uma das grandes revelações do samba, está prestes a lançar o seu primeiro álbum. O trabalho tem 10 faixas, das quais Manu assina duas parcerias: Sorriso de Deus, com Toninho Batista e Filha do Criador, com Thiago Delegado. O disco conta ainda com composições de Serginho Beaga, Lado Raízes, Ricardo Barrão, Alexis Martins e outros. O show será realizado no dia 11 de abril, quinta-feira, às 21h, no Teatro SESIMINAS (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia, Belo Horizonte MG).

O álbum chega para reforçar toda a bagagem e experiência adquirida pela cantora nos palcos pelos quais já passou. Contando com composições próprias e em parceria com Toninho Batista (seu pai) e Thiago Delegado de quem Manu é grande admiradora. O novo trabalho de Manu Dias traz também compositores de peso como, Serginho Beaga, Lado Raízes, Evandro Mello, Xico Queiroz, Fabio Martins, Luiz Carvalhais, Alexis Martins, Ricardo Barrão.

A música Filha do Criador, sua parceria com Thiago Delegado, lançada nas plataformas digitais no último dia 15, é uma letra que fala do orgulho de ser mulher e dialoga, principalmente com mulheres Negras. “Tenho grande contentamento em ter feito uma letra que fala da força da mulher. Através da minha arte, busquei a valorização e empoderamento feminino, ajudando a dar visibilidade a questão, servindo como ponto de reflexão e força, cruciais nos nossos dias”, expica.

Sambadear, composição de Toninho Batista, que abre o disco, traz festa e alegria como tema, convidando a todos para sambar (sambadear) ao som desse ritmo que não deixa ninguém parado.

Meu Lenitivo, composição de Alexis Martins e Xico Queiroz é uma exaltação ao samba. “Quando as dificuldades me tiram a paz, vou sambar” é a forma mais bonita de expressar o bem que o velho samba nos faz.

Sorriso de Deus, composição de Toninho Batista e Manu Dias, nos leva a refletir e observar as coisas simples da vida, porém as mais belas. O por do sol, cantar do galo anunciando um novo dia, a sinfonia dos pássaros cantando nas matas etc. Coisas que podem trazer paz em dias tão caóticos como os que estamos vivendo.

Negra Valente, presente de Serginho Beaga para Manu fala da mulher ocupando as rodas de samba e quebrando tabus. Conquistando respeito e notoriedade.

Eterno Se Faz, de Evandro Mello e Xico Queiroz é uma declaração de amor. Aquela letra que tenho certeza que casais vão cantar olhando um nos olhos do outro.

Guerreiro, música de Serginho Beaga retrata a religiosidade, a ancestralidade representada pelo orixá Oxossi, senhor das matas.

Recompensa, que tem os autores Lado Raízes e Ricardo Barrão já nos leva para o campo da esperança, nos diz pra não desistir dos objetivos e superar as adversidades com cabeça erguida, fé e atitude.

Pra Curar Meu Padecer, dos compositores, Fabio Martins e Luiz Carvalhais, é um banho de axé, valorização da amizade e do amor.

E pra fechar o disco, a música Realmente Mulher, composição de Toninho Batista, conta uma história de amor um pouco sofrida, mas que no fim, sempre vale a pena dar mais uma chance e viver um gostoso momento da paixão.

Parcerias

Todo o disco conta com compositores mineiros. Manu Dias quis valorizar a música produzida em Minas Gerais e o processo de escolha foi bem minucioso, “Queria letras que expressassem meu amor pela vida, pelas pessoas, a fé que me move e a esperança para momentos difíceis. Graças a Deus e a essas pessoas talentosíssimas, consegui o resultado que sonhei”, conta a artista. Umas das maiores alegrias da Manu Dias é registrar nesse álbum, três músicas do artista e também seu pai, Toninho Batista. São elas: Sorriso de Deus, Realmente Mulher e Sambadear. A banda é formada por Thiago Delegado, Alexis Martins (Arranjadores do trabalho), Robson Batata, Fabio Martins, Fernando Bento, Ramon Braga, Tiago Ramos, William Alves, Cristiano Caldas, Everton Coroné, Bruno Teixera. A todos esses músicos, Manu Dias deixa o seu agradecimento.

Serviço

Manu Dias – Show de lançamento do seu primeiro álbum

Local: Rua Padre Marinho,60- Santa Efigênia, Belo Horizonte/MG

Data: 11 de abril, quinta feira,

Horário: às 21h

Ingresso: R$20.00

Realização: Casulo Cultura

Produção: Danusa Carvalho e Kelly Kellynda

Continua lendo

Cultura

Pixote, Harmonia do Samba e Jeito Moleque agitarão o aniversário do Dome em BH

Evento em comemoração aos dois anos do Dome Lounge Bar acontece no dia 13 de abril; festa contará ainda com as apresentações de Felipe Hott e Samba Brother

O Dome Lounge Bar comemora dois anos e quem ganha a festa é o público de BH. No dia 13 de abril, sábado, a partir das 16h, o Mirante Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3375 – São Bento, Belo Horizonte – MG) será palco para um evento com muito pagode, axé e animação. Pixote, Jeito Moleque, Harmonia do Samba, Felipe Hott e Samba Brother foram escalados para a grande festa .

Pixote encantará os mineiros com o romantismo de seus sucessos emplacados em canções como “Insegurança”, “Mande um sinal”, “Fissura” e muitas outras. Formado por Dodô, Tiola, Thiaguinho e Du, o grupo é considerado um dos maiores destaques do pagode brasileiro. Já o Jeito Moleque, que marcou época nos anos 2000, promete animar o evento relembrando os maiores hits da banda como, “Amizade é tudo”, “Meu jeito Moleque de Ser”, “Sobrenatural” entre outras. Mas, não só de pagode vive o aniversário do Dome, para fechar com chave de ouro a programação artística confirmada pela produção, a banda Harmonia do Samba chega em Belo Horizonte trazendo todo o seu suingue baiano que da vida as animadas músicas e colocam todo mundo pra dançar.

Os ingressos podem ser adquiridos nas lojas físicas da Central dos Eventos ou através do site www.centraldoseventos.com.br. Assim como no empreendimento, a produção garante evento com grandes diferenciais de estrutura, afim de oferecer organização, segurança e conforto ao público.

Sobre o Dome Lounge Bar

O Dome é lugar que melhor traduz o ecletismo da cidade: samba, pop-rock, forró, sertanejo, MPB e os ritmos mais atuais se encontram pelas esquinas e convivem oferecendo ao público uma gama variada de entretenimento noturno. A caminho da Lagoa da Pampulha, porta de entrada do bairro Caiçara, toda essa pluralidade se encontra num só espaço.

Há 02 anos, a casa nasceu com a proposta de misturar experiências e fugir do tradicional. No happy hour os clientes podem apreciar de cerveja gelada aos drinks exóticos e finger foods presentes no cardápio. E se a ideia é curtir noite adentro, o Dome Lounge Bar abriga os sons mais antenados da cidade. Aqui todas as tribos se encontram: desde os executivos engravatados dos escritórios do Centro aos jovens universitários e agitadores culturais. Sua decoração é uma atração à parte. Um projeto finamente planejado, dispõem de peças artesanais para compor o designer do espaço com ares hippie-chic. Isto claro, pensando na simplicidade e sofisticação integradas singularmente no mesmo ambiente, proporcionando o lazer do fim de tarde, noite, festa ou evento numa experiência única.

Serviço

Aniversário 2 anos do Dome Lounge Bar

Atrações: Pixote, Jeito Moleque e Harmonia do Samba

Data: Sábado, dia 13 de abril

Horário: a partir das 16h

Local: Mirante Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3375 – São Bento, Belo Horizonte – MG)

Ingressos: R$ 70 (2º lote)

Os valores podem mudar sem aviso prévio

Vendas: Lojas físicas da Central dos Eventos ou site www.centraldoseventos.com.br

Classificação indicativa: 16 anos

Continua lendo

Cultura

Manu Dias faz show de lançamento do seu primeiro álbum

Positividade, alegria, amor e esperança. É com essa vibe que a
cantora e compositora Manu Dias realizará o seu show no dia 11 de abril,
no Teatro SESIMINAS

Manu Dias, uma das grandes revelações do samba, está prestes a lançar o seu primeiro álbum. O trabalho tem 10 faixas, das quais Manu assina duas parcerias: Sorriso de Deus, com Toninho Batista e Filha do Criador, com Thiago Delegado. O disco conta ainda com composições de Serginho Beaga, Lado Raízes, Ricardo Barrão, Alexis Martins e outros. O show será realizado no dia 11 de abril, quinta-feira, às 21h, no Teatro SESIMINAS (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia, Belo Horizonte MG).

O álbum chega para reforçar toda a bagagem e experiência adquirida pela cantora nos palcos pelos quais já passou. Contando com composições próprias e em parceria com Toninho Batista (seu pai) e Thiago Delegado de quem Manu é grande admiradora. O novo trabalho de Manu Dias traz também compositores de peso como, Serginho Beaga, Lado Raízes, Evandro Mello, Xico Queiroz, Fabio Martins, Luiz Carvalhais, Alexis Martins, Ricardo Barrão.

A música Filha do Criador, sua parceria com Thiago Delegado, lançada nas plataformas digitais no último dia 15, é uma letra que fala do orgulho de ser mulher e dialoga, principalmente com mulheres Negras. “Tenho grande contentamento em ter feito uma letra que fala da força da mulher. Através da minha arte, busquei a valorização e empoderamento feminino, ajudando a dar visibilidade a questão, servindo como ponto de reflexão e força, cruciais nos nossos dias”, expica.

Sambadear, composição de Toninho Batista, que abre o disco, traz festa e alegria como tema, convidando a todos para sambar (sambadear) ao som desse ritmo que não deixa ninguém parado.

Meu Lenitivo, composição de Alexis Martins e Xico Queiroz é uma exaltação ao samba. “Quando as dificuldades me tiram a paz, vou sambar” é a forma mais bonita de expressar o bem que o velho samba nos faz.

Sorriso de Deus, composição de Toninho Batista e Manu Dias, nos leva a refletir e observar as coisas simples da vida, porém as mais belas. O por do sol, cantar do galo anunciando um novo dia, a sinfonia dos pássaros cantando nas matas etc. Coisas que podem trazer paz em dias tão caóticos como os que estamos vivendo.

Negra Valente, presente de Serginho Beaga para Manu fala da mulher ocupando as rodas de samba e quebrando tabus. Conquistando respeito e notoriedade.

Eterno Se Faz, de Evandro Mello e Xico Queiroz é uma declaração de amor. Aquela letra que tenho certeza que casais vão cantar olhando um nos olhos do outro.

Guerreiro, música de Serginho Beaga retrata a religiosidade, a ancestralidade representada pelo orixá Oxossi, senhor das matas.

Recompensa, que tem os autores Lado Raízes e Ricardo Barrão já nos leva para o campo da esperança, nos diz pra não desistir dos objetivos e superar as adversidades com cabeça erguida, fé e atitude.

Pra Curar Meu Padecer, dos compositores, Fabio Martins e Luiz Carvalhais, é um banho de axé, valorização da amizade e do amor.

E pra fechar o disco, a música Realmente Mulher, composição de Toninho Batista, conta uma história de amor um pouco sofrida, mas que no fim, sempre vale a pena dar mais uma chance e viver um gostoso momento da paixão.

Parcerias

Todo o disco conta com compositores mineiros. Manu Dias quis valorizar a música produzida em Minas Gerais e o processo de escolha foi bem minucioso, “Queria letras que expressassem meu amor pela vida, pelas pessoas, a fé que me move e a esperança para momentos difíceis. Graças a Deus e a essas pessoas talentosíssimas, consegui o resultado que sonhei”, conta a artista. Umas das maiores alegrias da Manu Dias é registrar nesse álbum, três músicas do artista e também seu pai, Toninho Batista. São elas: Sorriso de Deus, Realmente Mulher e Sambadear. A banda é formada por Thiago Delegado, Alexis Martins (Arranjadores do trabalho), Robson Batata, Fabio Martins, Fernando Bento, Ramon Braga, Tiago Ramos, William Alves, Cristiano Caldas, Everton Coroné, Bruno Teixera. A todos esses músicos, Manu Dias deixa o seu agradecimento.

Serviço

Manu Dias – Show de lançamento do seu primeiro álbum

Local: Rua Padre Marinho,60- Santa Efigênia, Belo Horizonte/MG

Data: 11 de abril, quinta feira,

Horário: às 21h

Ingresso: R$20.00

Realização: Casulo Cultura

Produção: Danusa Carvalho e Kelly Kellynda

Continua lendo