Comportamento do usuário de Internet em 2022


O chamado ‘usuário médio da Internet’ passa muitas horas conectado. Na verdade, hoje em dia tudo pode ser feito online, desde a socialização e a comunicação, até o trabalho remoto, o entretenimento e muito mais, o mundo gira em torno da Internet e das novas tendência tecnológicas que facilitam seu acesso.

Segundo o relatório ‘DIGITAL 2022 – Global Overview’ – publicado recentemente e que oferece insights sobre as tendências digitais mundiais, incluindo o tempo gasto na Internet e nas plataformas de mídia social – um usuário médio da Internet, de 16 a 64 anos, passa sete horas online por dia, em média, considerando todos os dispositivos. A quantidade de tempo de conexão se intensificou notadamente durante a pandemia, mas não mostra sinais de desaceleração.

Países onde os usuários passam maior tempo na Internet

De acordo com estudo da agência We Are Social, de Nova York, em parceria com a Hootsuite, empresa canadense de gerenciamento de mídia social, os sul-africanos são os que passam a maior quantidade de tempo online, já que seus usuários de Internet em idade ativa estão conectados 10 horas e 46 minutos diariamente, seguidos pelos filipinos, com uma média de 10 horas e 27 minutos.

Ainda segundo o levantamento da We Are Social e Hootsuite, países como Brasil, Argentina, Malásia, México, Indonésia, Emirados Árabes Unidos, Taiwan, Arábia Saudita, Egito, Türkiye, Portugal, Rússia, Israel, Cingapura, Índia e Estados Unidos também passam mais tempo do que a média na Web. Por outro lado, os usuários no Japão passam menos tempo na Internet, pois aparecem com uma média diária de quatro horas e 26 minutos.

Plataformas como Facebook, Instagram e YouTube e serviços de streaming como Netflix desempenham um papel significativo, mas isso não é tudo. Abaixo estão as cinco principais categorias que compõem as principais plataformas e websites onde os usuários gastam seu tempo online.

1. Sites multimídia e plataformas de streaming

Sites como o YouTube e plataformas de streaming como a Netflix, com bilhões de espectadores diários, estão entre os mais populares atualmente.

Muitos usuários de plataformas de streaming de vídeo ou áudio também utilizam servidores de VPN (“Virtual Private Network” ou Rede Privada Virtual). Isso torna qualquer serviço acessível de qualquer lugar do mundo. Mesmo em um país onde a Netflix não está disponível ou disponibiliza uma biblioteca de títulos menor – como o Brasil, por exemplo – isso não é mais um problema. Basta um endereço de servidor VPN e uma boa conexão à Internet para ter acesso aos filmes, séries e programas de TV desejados.

Os VPNs podem ser muito úteis inclusive para o acesso a sites e plataformas favoritas para a transmissão de vídeos do exterior. Através desses servidores é possível acessar qualquer conteúdo de vídeo ou áudio de qualquer parte do mundo, sem esbarrar em restrições decorrentes de fatores como a posse de direitos de transmissão.

2. E-mails e comunicação

O e-mail e a comunicação on-line têm um papel importante nas atividades do usuário médio da internet em 2022. Plataformas como o Facebook criaram e otimizaram aplicativos de bate-papo como o Messenger para cobrir essas necessidades.

As conversas online e as chamadas de vídeo substituíram em grande parte as chamadas telefônicas tradicionais. Mas a comunicação é apenas parte do uso da Internet – o entretenimento em plataformas de redes sociais é, sem dúvida, um dos principais estímulos à navegação na Web.

3. Redes sociais

Plataformas como Twitter, Pinterest, Instagram e Facebook estão entre os sites mais visitados há anos, por uma simples razão: as redes sociais atualmente não se resumem apenas a postagens e fotos de amigos ou viagens.

Essas plataformas são o lugar para se conversar, assistir a vídeos, ler conteúdo e até fazer negócios. Embora as pessoas acessem conteúdo através de buscas em sites como o Google, as redes sociais estão se tornando mais poderosas na disseminação de informação.

4. Leitura de conteúdo e busca

A cada segundo, milhares de consultas de busca são feitas no Google, no Yahoo e em outros mecanismos de busca populares da Web. É inegável que a leitura de conteúdo representa uma grande parte das atividades do usuário médio na Internet em 2022. Os serviços de busca ajudam os usuários a encontrarem o que estão procurando em segundos.

Desde perguntas gerais, como a população de um país, até questões mais específicas – não há nada que esses mecanismos de busca não possam responder instantaneamente.

5. Compras online

Por último, e não menos relevante, destacam-se as compras online. O comércio eletrônico atingiu um resultado recorde no Brasil em 2021. Segundo pesquisa da ConQuist Consultoria, durante a pandemia houve um aumento de 71% na preferência dos brasileiros em buscar e comprar produtos e serviços de que precisam em sites e plataformas de e-commerce como Amazon e eBay, por exemplo.

Total
0
Shares
Relacionados