fbpx
Redes Sociais

Cruzeiro

Vida ou morte no Mineirão! Cruzeiro tropeça na Argentina e decisão da vaga fica pra ultima rodada

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

O Huracan venceu a primeira nesta edição da Libertadores. Foto: Conmebol 2015

O Huracan venceu a primeira nesta edição da Libertadores. Foto: Conmebol 2015
Sabe aqueles dias em que nada dá certo? Pois foi o que o Cruzeiro passou em Buenos Aires. Com sérios problemas na defesa, falta de criatividade no meio campo e inoperância do ataque, a Raposa foi derrotada por 3 a 1 pelo Huracan e viu o grupo 3 da Libertadores se embolar com a decisão ficando para a última rodada.
Apático e lento em campo, a Raposa foi facilmente envolvida pelo time do Huracan que não se fez de rogado e venceu com gols de Ramón Abila (2) e Mancinelli. De pênalti, Leandro Damião descontou para o time celeste.
O tropeço em Buenos Aires foi o primeiro do Cruzeiro na edição 2015 da Libertadores e o time do técnico Marcelo Oliveria também sofreu os primeiros gols na competição.
Com o resultado, o Cruzeiro perdeu a liderança do grupo 3 para o Universitario Sucre. Os bolivianos derrotaram o Mineros, da Venezuela, por 2 a 0 e chegaram aos nove pontos. Os celestes estacionaram com oito e aparecem em segundo.
Na última rodada
A decisão da vaga para as oitavas de final da Libertadores ficou para a última rodada do Grupo 3. Na próxima terça-feira, dia 21 de abril, às 20h30, o Cruzeiro receberá o Universitário de Sucre, no Mineirão precisando da vitória para se classificar como primeiro colocado da chave.
O empate não serve para os comandados do técnico Marcelo Oliveira pois o Huracan, vai até a Venezuela encarar o já eliminado Mineros. Uma vitória dos argentinos embolará definitivamente a classificação.
O jogo
Sem contar com Alisson, poupado por causa do desgaste físico, o Cruzeiro entrou em campo com três volantes: Willians, Willian Farias e Henrique. Marcelo Oliveira queria que o time suportasse a pressão natural do Huracán no inicio da partida e encaixasse um contra-ataque para surpreender os argentinos. De quebra, Arrascaeta foi adiantado para o ataque e tinha total liberdade para se movimentar em campo.
O Cruzeiro resistiu à pressão dos donos da casa até os 14 minutos. Leandro Damião tentou sair jogando pelo meio e sofreu falta do marcador. O árbitro mandou tocar o lance e Ábila, impedido, recebeu no meio da defesa, tirou Fábio da jogada e abriu o marcador para os donos da casa.
O time celeste não se abalou com o gol do Huracan. Manteve o posicionamento do meio campo e a saída em velocidade pelas laterais.
O Huracan chegava com perigo principalmente com o centroavante Ábila. Aos 23 minutos, o atacante recebeu pela esquerda, tirou Mayke da jogada e bateu para o gol. A bola saiu pela linha de fundo à esquerda da meta de Fábio.
Ábila de novo
A situação celeste se complicou na partida aos 25 minutos. Puch passou com facilidade por Paulo André e fez o cruzamento da direita. Ábila pegou de primeira no meio de dois defensores celestes e fez o segundo gol dele na partida.
Com dois gols de desvantagem, o Cruzeiro foi para o ataque. Aos 27 minutos, Arrascaeta recebeu bom passe de Leandro Damião pela direita. Ele invadiu a área e bateu para o gol. A bola passou por cima da meta de Díaz.
A Raposa quase diminuiu aos 35 minutos. Mayke cruzou da direita, Damião desviou e a bola sobrou para Henrique que chegou chutando. Diaz fez bela defesa. No rebote, Mena bateu de primeira e a bola bateu na rede mas pelo lado de fora.
A resposta do “El Globo” foi imediata. Após cruzamento da direita, a bola sobrou novamente para Ávila. O centroavante bateu de primeira e a bola passou por cima da meta de Fábio que reclamou do posicionamento da defesa.
Mudança no esquema
Com o time rendendo mal no primeiro tempo, Marcelo Oliveira optou por mudar o esquema tático do Cruzeiro. Ele sacou Willians para a entrada do meia Gabriel Xavier. Saía do esquema de três volantes e esperava por uma melhor ligação entre o meio e o ataque com a presença de um meia de origem.
O Cruzeiro melhorou um pouco em campo e conseguiu diminuir a vantagem dos argentinos aos 13 minutos. Após cruzamento de Mayke, Gabriel Xavier serviu Leandro Damião de cabeça. O centroavante foi derrubado por Dominguez e o árbitro deu pênalti. Na cobrança, Leandro Damião marcou o segundo gol dele nesta edição da Libertadores.
Falha da defesa
O time celeste mal teve tempo para comemorar o gol. Aos 17 minutos, o Huracan fez o terceiro gol. Lançamento para a área celeste, a defesa falhou e Mancinelli, livre de marcação, ampliou para “El Globo”.
Novamente com dois gols de prejuízo, Marcelo Oliveira mudou a equipe em busca de um maior poderio ofensivo. O treinador sacou Willian para a entrada do colombiano Riascos.
Porém, o Cruzeiro estava abatido em campo e a defesa não se entendia. Aos 29, foi a vez de Puch chegar com facilidade na linha de fundo e cruzar para a área. Ábila, livre de marcação, cabeceou mal e a bola saiu pela linha de fundo.
No restante da partida, o panorama não mudou. Muito mal em campo, o Cruzeiro não conseguiu sair da marcação. Pra piorar, a defesa estrelada fez uma das piores exibições sob o comando do técnico Marcelo Oliveira. Os zagueiros não se entenderam, os laterais deixaram os atacantes livres e a bola nã chegava com qualidade ao meio campo.
No último lance de perigo da partida, quase o Huracan fez o quarto. Riascos perdeu a bola no meio e ela sobrou para Abila. O centroavante driblou Fábio e perdeu o ângulo. Mesmo assim bateu para o gol e a bola saiu com perigo pela linha de fundo.
Agora é o clássico
Sem tempo para lamentar a fraca atuação na Argentina, o Cruzeiro volta as atenções para o clássico contra o Atlético, semifinal do Campeonato Mineiro. A partida acontecerá no Mineirão, domingo, às 16h, e o time celeste joga por um empate contra o maior rival para avançar à decisão do Estadual.
HURACÁN X CRUZEIRO
Motivo: 5ª rodada, Grupo 3 da Libertadores 2015
Data: 14 de abril, terça-feira, às 19h
Local: Estádio El Palacio, em Buenos Aires-ARG
Árbitro: Patricio Polic (CHI)
Assistentes: Carlos Astroza e Raúl Orellana
Gols: Ramón Ábila aos 14’ e aos 25’ do primeiro tempo; Leandro Damião aos 14’ do segundo tempo, Mancinelli aos 17’
Cartões amarelos: Díaz, Dominguez (Huracán); Willian Farias, Paulo André, Henrique (Cruzeiro)
Huracán – Díaz; Mancinelli, Hugo Nervo, Eduardo Dominguez e Luciano Balbi; Lucas Villarruel, Federico Vismara; Edson Puch (Torassa), Patrício Toranzo (Gallegos) e Alejandro Romero Gamarra (Fabianesi); Ramón Ábila. Técnico: Néstor Apuzzo
Cruzeiro – Fábio; Mayke, Leo, Paulo André e Mena (Pará); Willian Farias,

América-MG

FMF define volta do Campeonato Mineiro 2020 para 26 de julho

Campeonato será retomada a partir da 10ª rodada da primeira fase

Foto: Reprodução/Twitter/Castellar Neto

A Federação Mineira de Futebol (FMF) definiu a volta do Campeonato Mineiro 2020 que será retomado no domingo, dia 26 de julho. Uma reunião por videoconferência contou com a participação com os 12 clubes do Módulo I (primeira divisão).

Na decisão foram abordados os protocolos para a volta após o Governo de Minas Gerais, aprovar a retornada com prévio das autoridades de saúde estaduais. Somente Villa Nova e Tupynambás votaram contra para volta do campeonato.

Ficou definido que uma outra reunião está marcada para o 6 de agosto entre FMF e os dois clubes finalistas, para falar sobre ps jogos da decisão.

Retorno do Campeonato Mineiro

10ª rodada
26 de julho (domingo)

11ª rodada
29 de julho (quarta)

Semifinais
Ida: 2 de agosto (domingo)
Volta: 5 de agosto (quarta)

Final
Em dois jogos, a serem discutidos em nova reunião

Continuar lendo

Cruzeiro

Volante Henrique cai com carro de penhasco na Grande BH

Jogador caiu em um penhasco, mas estava consciente no momento do resgate

Voltante Henrique, do Cruzeiro - Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Voltante Henrique, do Cruzeiro – Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O volante Henrique, de 35 anos, jogador que recém voltou a defender o Cruzeiro, sofreu um acidente de carro no começo da noite desta sexta-feira, na zona rural de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar, o jogador estava veículo modelo Land Rover branco sozinho, quando caiu de um penhasco – um local de difícil acesso – na altura do Mirante Jatobá, na estrada para o distrito de Casa Branca, em Brumadinho.

O atleta foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e do Samu e encaminhado para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, e depois transferido ao hospital particular Mater Dei.

Por meio de nota, o Cruzeiro informou que Henrique teve apenas ferimentos leves.

Nota oficial

“O Cruzeiro Esporte Clube confirma que o atleta Henrique sofreu um acidente automobilístico na noite desta sexta-feira, 26 de junho.

O jogador foi conduzido ao Mater Dei, em Belo Horizonte, onde está acompanhado pelos médicos do Clube e por profissionais do hospital.

Henrique está consciente, sofreu apenas ferimentos leves, e está passando por exames complementares.

Nota atualizada à 1h43

O Cruzeiro atualizou, à 1h43 da madrugada deste sábado, o quadro clínico do volante Henrique. Segundo clube, os exames foram concluídos e constaram que o atleta não apresenta lesões graves.

Os exames feitos por Henrique foram concluídos há pouco.

O atleta não apresenta lesões graves.

No entanto, por precaução, o jogador permanecerá em observação no hospital.

Redes sociais

Através das redes sociais, na noite desta sexta-feira os torcedores chegaram a destacar a hashtag #ForçaHenrique para enviar energias positivas ao jogador.

Continuar lendo

Campeonato Mineiro

Cruzeiro x Coimbra: acompanhe ao vivo pelo Mineiro 2020

Mineiro 2020 no Por Dentro de Minas – acompanhe Cruzeiro x Coimbra: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais

• atualizado em 24/04/2020 às 23:57

Continuar lendo