O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.
Seguir

Permanência de Luxemburgo no Cruzeiro depende de diversos fatores

Diretoria da Raposa espera continuar contando com o treinador Vanderlei Luxemburgo no próximo ano
Permanência de Luxemburgo no Cruzeiro depende de diversos fatores - Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Permanência de Luxemburgo no Cruzeiro depende de diversos fatores – Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

As chances para o Cruzeiro voltar a Série A nesta temporada se esgotaram, e a equipe terá que esperar até a próxima temporada para tentar seu retorno à elite do futebol nacional. Contudo, a diretoria da Raposa espera continuar contando com o treinador Vanderlei Luxemburgo no comando do time, mas para tal, eles precisam acertar o acordo de renovação para a próxima temporada.

O técnico já demonstrou interesse em continuar no comando da equipe em 2022, assim como o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, que já deixou claro que espera a permanência de Luxemburgo na Toca da Raposa. Se as duas partes querem continuar trabalhando juntas, o que falta para a definição?

Salário

Em várias ocasiões, o treinador deixou claro que sua permanência na equipe depende que os salários sejam pagos em dia. Isso porque, há pouco tempo, o time passou por uma greve de jogadores, que expôs ao público os atrasos salariais em diversos setores do clube. Luxemburgo foi a público e apoiou os atletas, elogiando ainda sua atitude, que após algumas conversas voltaram aos treinamentos. No início deste mês, a Raposa passou a quitar os seus débitos atrasados, com atletas e funcionários.

A equipe mineira conseguiu angariar os fundos após alugar a sede administrativa do time por 10 anos, para Pedro Lourenço, um empresário que é conhecidamente patrocinador do Cruzeiro. No entanto, ainda não é certo se os pagamentos até o final do ano serão feitos em dia.

Clube-empresa

A Raposa confirmou que, em dezembro de 2022, irá migrar para o modelo de clube-empresa. Essa transição é permitida pela Lei 14.193, que foi aprovada em agosto deste ano, e que ficou conhecida como “Lei da SAF”. Isso significa que o time mineiro poderá ter um novo CNPJ e irá cadastrar os contratos do Departamento de Futebol com esse número. Dessa forma, após aparar as arestas legais, a instituição deve se registrar no estatuto social da SAF, visando principalmente acelerar o processo jurídico para quando houver um investidor interessado em realizar um aporte no clube.

O empresário Régis Campos, um dos antigos investidores do Cruzeiro, aponta que o time pretende conseguir cerca de R$ 350 milhões com a SAF. Esse montante seria utilizado para montar um elenco para a temporada que vem, e Luxemburgo confirmou que deseja um plantel mais robusto para disputar a Série B do ano que vem. Algo bastante diferente das últimas duas temporadas da raposa.

Com dinheiro em caixa, talvez o Cruzeiro volte a figurar entre as principais equipes do país ao montar um time competitivo. Um exemplo é um dos seus principais adversários, o Atlético Mineiro, que realizou as contratações certas nesta temporada, e atualmente é considerado o favorito a levantar a taça do Brasileirão. E não só os torcedores do Galo acreditam neste feito, como também apostadores de todo o país, já que o clube está entre os que mais angariam palpites nas casas de apostas que aceitam pix. Pensando na praticidade para os clientes, essas plataformas de apostas logo se adaptaram a nova alternativa de pagamento criada pelo Banco Central, oferecendo ainda uma diversidade de promoções que aumentam bastante o saldo dos usuários.

Contratação de um Diretor de Futebol

Outro ponto que precisa ser sanado antes da renovação de contrato com Luxemburgo é a contratação de um diretor de futebol. Desde a demissão de Rodrigo Pastana, no início de outubro, o clube está com esse buraco em seu organograma, e não parece ter pressa nenhuma em tapá-lo.

Durante o mandato de Sérgio Santos Rodrigues como presidente, quatro nomes já passaram pelo cargo de Diretor de Futebol, nenhum deles conseguiu se firmar. E o próximo a ocupar o cargo precisará receber uma “carta branca” de Luxa, para que o técnico aceite a renovação

Multa da FIFA

A Raposa tem duas punições ativas que a impedem de contratar novos jogadores. Mas, essa situação pode ser resolvida se o clube pagar a multa de R$ 13 milhões junto à FIFA. Sendo a quitação dessas multas um dos fatores para a permanência de Luxa no cargo.

Total
4
Shares

Relacionados