O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

Atlético-MG perde, mas elimina Bahia e permanece na Copa do Brasil

Esquadrão vence por 2 a 1, mas Galo leva a melhor no placar agregado
Foto: Pedro Souza/Atlético
Foto: Pedro Souza/Atlético
Por Dentro de Minas - Google News

No tempo normal, deu Bahia. No placar agregado, melhor para o Atlético-MG, que se classificou às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (4), o Galo foi superado por 2 a 1 pelo Esquadrão de Aço no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA), mas se beneficiou da vitória por 2 a 0 na partida de ida do confronto pelas oitavas de final, há uma semana, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo foi no interior baiano porque o Tricolor teve que cumprir a perda de um mando de campo devido à confusão na final da última Copa do Nordeste, diante do Ceará. Os anfitriões precisavam que a vitória fosse por três ou mais gols de diferença para se classificarem no tempo normal. Caso igualassem o placar agregado (ganhassem por dois gols de saldo), a decisão seria nos pênaltis.

O Alvinegro conhecerá o adversário da próxima fase em sorteio que será realizado nesta sexta-feira (6), às 15h (horário de Brasília), na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A classificação garantiu uma premiação de R$ 3,45 milhões aos cofres do clube mineiro.

Cinco jogos depois, o Bahia voltou a balançar as redes. Aos 11 minutos do primeiro tempo, o meia Rodriguinho escorou de cabeça para o atacante Rossi matar no peito e chutar da intermediária. A bola, rasteira, foi no canto esquerdo do goleiro Everson, que não conseguiu defender. O Galo não era vazado havia quatro partidas.

O time mineiro tentava adotar uma postura agressiva, mas sem efetividade. O Tricolor, por sua vez, era mais perigoso quando se aproximava. Aos 29 minutos, Everson se redimiu da falha no primeiro gol ao salvar uma cabeçada de Luiz Otávio dentro da pequena área. Na sobra, com o goleiro atleticano caído, o também zagueiro Germán Conti completou por cima do travessão.

Aos 44, a queda de energia em um dos refletores do estádio interrompeu a partida por seis minutos. O Bahia, porém, não se deixou esfriar e foi para o intervalo com um segundo gol de vantagem. Aos 53 minutos, o meia Lucas Mugni cruzou pela esquerda e o lateral Juninho Capixaba, de cabeça, mandou para as redes.

O Galo voltou melhor para o segundo tempo e aproveitou o recuo do Esquadrão para tomar conta da partida. Com dois jogadores que saíram do banco, os atleticanos balançaram as redes. Aos 17 minutos, o meia Dylan Borrero cruzou da direita e o atacante Eduardo Vargas marcou de cabeça. O Bahia tentou retomar a postura inicial, sem o mesmo êxito. Aos 43, o atacante Gilberto teve a última boa chance dos anfitriões ao receber na área, clarear e chutar por cima do gol.

Os próximos compromissos de Bahia e Atlético são pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado (7), às 21h, o Esquadrão visita o Cuiabá na Arena Pantanal. No domingo (8), o Galo enfrenta o Juventude no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), às 16h.

Total
7
Shares

Relacionados