O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.
Seguir

Estrela de Mano! Cruzeiro arranca empate em SC e mantém série invicta no Brasileirão

Leandro Damião entrou na etapa final e acabou marcando o gol de empate celeste contra o Avaí – Foto: Eduardo Valente / Light Press / Cruzeiro

G-4 mais longe! O Cruzeiro foi para Santa Catarina querendo vencer o Avaí para diminuir a vantagem para o G-4, mas enfrentou muitas dificuldades com o gramado encharcado do Ressacada devido a forte chuva que atingiu a capital catarinense. Mesmo assim, o time celeste lutou muito e conseguiu arrancar o empate fora de casa aumentando a série invicta de jogos sem derrota para nove. Com um golaço, Rômulo abriu o placar para os donos da casa. Depois, a estrela de Mano brilhou e Damião, que havia entrado no segundo tempo, empatou.

O empate deixa a Raposa mais longe do G-4, já que o São Paulo venceu o Sport na rodada. O Cruzeiro é o 10º colocado com 45 pontos, oito a menos que o quarto colocado. O time celeste ainda tem confrontos diretos pela frente e matematicamente ainda tem chance de conseguir a vaga na Libertadores de 2016. Vale lembrar que dependendo do campeão da Copa do Brasil, Santos ou Palmeiras, o G-4 pode virar G-5 caso um dos dois termine entre os quatro primeiros colocados.

Já o Avaí se complicou muito com o empate e acabou entrando na zona de rebaixamento. Como o Coritiba está vencendo o Figueirense na noite deste sábado, o Avaí está caindo para a 17ª colocação com 35 pontos.

O Cruzeiro terá um jogo muito importante pela frente para continuar sonhando com uma vaga no G-4. O time celeste vai receber o São Paulo, atual quarto colocado, em clássico nacional no domingo que vem, dia 8 de novembro, às 17h, no Mineirão. O Avaí vai tentar sair do Z-4 diante do Atlético-PR no sábado, dia 7, às 19h30, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Gramado ruim; muitas dificuldades

Não faltou entrega dos dois times no primeiro tempo, mas Avaí e Cruzeiro tiveram bastante dificuldades devido ao gramado ruim do Estádio Ressacada, que acabou atingido por uma chuva forte pouco antes da partida. Enquanto o time catarinense tinha proposta de jogar pelos lados e alçar bola na área, a equipe celeste mantinha o jeito de jogar tradicional, tocando a bola e mostrava mais técnica do que os donos da casa.

As poças d’águas atrapalhavam muito os dos times, que não finalizaram muito ao gol na etapa inicial. Os dois goleiros Vágner do Avaí e Fábio do Cruzeiro quase não trabalharam. Quando a Raposa conseguia criar boa chance parava no gramado ruim como aconteceu aos 17 minutos, quando Willian apareceu bem na área e tentou carregar a bola, porém ela agarrou na grama e ele acabou perdendo a oportunidade.

Apesar de todas as dificuldades, o Cruzeiro era tecnicamente melhor em campo e teve chances para abrir o placar. Manoel tentou aos 25 de cabeça, mas a bola acabou indo fraca na mão do goleiro. Já no lance seguinte, Marcos Vinícius arriscou o chute da entrada da área, porém pegou mal na bola e isolou. Arrascaeta também tentou aos 39, mas o campo novamente atrapalhou e o uruguaio acabou enganado pelo quique da bola, mandou para fora.

No finalzinho do primeiro tempo, a principal jogada que o Avaí tentava no jogo, a aérea, quase deu certo. Após uma falta cobrada na área, André Lima conseguiu desviar para o gol, mas a bola foi para fora. Não teve jeito, o gramado encharcado atrapalhou bastante e o placar ficou em branco nos primeiros 45 minutos. 0 a 0.

Tudo igual no Ressacada

Os dois times continuaram se entregando muito em campo. A etapa final foi equilibrada e com as duas equipes criando chances de gols. O Cruzeiro chegou primeiro com Willian, que tentou um chute pela esquerda, mas mandou para fora. Quando o Avaí chegou acabou balançando as redes. Após vacilo de Manoel, Rômulo aproveitou e arriscou de fora da área, ele acertou belo chute no ângulo de Fábio. 1 a 0.

Depois do gol tomado, o técnico Mano Menezes mudou a equipe e foi ousado. Ele tirou o volante Charles e colocou o atacante Leandro Damião, que é forte na bola aérea e isso seria bom devido ao gramado ruim. Além disso, Júlio Baptista também entrou na vaga de Arrascaeta. O meia chuta bem de fora da área e também é forte pelo alto. A estrela do treinador brilhou e as alterações funcionaram.

O Cruzeiro conseguiu arrancar o empate alguns minutos depois das substituições feitas por Mano. Aos 29 minutos, Willian apareceu bem pela direita e rolou para a pequena área, Leandro Damião chegou na rasteira e completou para o gol. 1 a 1.

O Avaí tentou impor uma pressão no time celeste na reta final da partida e teve até uma boa chance de marcar. Aos 44 minutos, Anderson Lopes tentou de longe e Fábio fez bela defesa para salvar a Raposa. Apesar da luta dos dois times, o duelo terminou mesmo empatado em 1 a 1. Pior para os catarinenses que entraram no Z-4. Os mineiros livres do rebaixamento lamentaram pelo fato de ficarem mais longe do G-4.

Veja a ficha técnica do jogo:

AVAÍ  1 X 1 CRUZEIRO

Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 31 de outubro de 2015, sábado, às 19h30
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Marcelo Bertanha Barison (RS)

Gols: Rômulo (AVA), 6min 2ºT, Leandro Damião (CRU), 29min 2ºT

Cartões amarelos: Eduardo Neto, Néstor Camacho e Jubal (Avaí); Charles, Manoel e Marcos Vinícius (Cruzeiro)

Avaí: Vagner, Nino Paraíba, Antonio Carlos, Jubal e Romário; Renan (Anderson Lopes), Eduardo Neto e Camacho (Marquinhos); Rômulo, Everton Silva (Tinga) e André Lima. Técnico: Gilson Kleina.

Cruzeiro: Fábio; Ceará (Fabiano), Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Charles (Leandro Damião), Henrique e Ariel Cabral; De Arrascaeta (Júlio Baptista), Willian e Marcos Vinicius. Técnico: Mano Menezes.

 

Total
0
Shares

Relacionados