Aumentou a freguesia! Cruzeiro vence o Vasco em São Januário e Luxa segue 100%!

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Luxemburgo não sabe o que significa a palavra derrota neste início de trabalho na Toca II. Neste sábado, o Cruzeiro foi a São Januário e não tomou conhecimento dos donos da casa. Com muita autoridade e sangue nos olhos, a Raposa derrotou o time cruzmaltino por 3 a 1 e chegou a terceira vitória consecutiva na edição 2015 do Brasileirão.

Ainda não foi aquela exibição de encher os olhos do torcedor cruzeirense. Mas o time está em uma ascendente muito boa dentro do campeonato. Luxa chegou e, em pouco tempo a frente do Cruzeiro, deu uma nova postura ao time.

Hoje o Cruzeiro entra em campo com a cabeça erguida e pronto para a batalha. É como um lutador que está prestes a defender o cinturão.

E isso reflete no adversário. O exemplo claro foi o Vasco. Mesmo em casa, os cruz-maltinos só conseguiram pressionar no início da partida. Depois dos 15 minutos, o Cruzeiro botou em prática a forte pegada no meio campo. Tirou os espaços dos meias vascaínos e partiu para matar o jogo.

Destaque para Leandro Damião que, com muita frieza e faro de gol, marcou os dois primeiros gols dele no Brasileirão 2015 e mostrou que está ligado e pronto para ajudar o Cruzeiro neste início de caminhada. Além dele, o bom desempenho de Charles no meio campo foi premiado com um gol, o segundo dele na temporada.

Freguesia

Com mais essa vitória, o Cruzeiro amplia o tabú pra cima do Vasco em São Januário. A última derrota celeste na casa vascaína ocorreu em 2006. De lá pra cá foram cinco vitórias e um empate.

Vale lembrar que a maior goleada no confronto também pertence ao Cruzeiro e aconteceu em São Januário. Nas oitavas de final da Copa do Brasil de 1996, a Raposa fez 6 a 2 nos vascaínos na casa deles.

Classificação

Com o triunfo, o terceiro seguido, o Cruzeiro vai dormir na oitava colocação com 10 pontos. O time celeste está há seis do São Paulo que já jogou na rodada e lidera com 16. Já o Vasco amarca a quarta derrota consecutiva e permanece no Z-4 com apenas três pontos.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o Cruzeiro reencontrará a torcida no Mineirão. De olho na quarta vitória consecutiva a Raposa receberá a Chapecoense no domingo, dia 21 de junho. Atenção para o horário! A Raposa jogará as 11h da manhã. Novo horário estipulado pela CBF e que está fazendo muito sucesso Brasil a fora. Já o Vasco tentará a reabilitação contra o Sport, em Recife.

O jogo

Os primeiros 15 minutos de jogo em São Januário foram de estudo. Com três volantes em campo, o Vasco congestionava o meio. Já o Cruzeiro buscava furar o bloqueio cruz-maltino principalmente pela direita com Marquinhos, Alano e Mayke.

A primeira chance de gol da partida foi vascaína. Aos 16 minutos, John Cley fez papel de pivô e rolou para Emanoel Biancucchi. O argentinou chegou batendo de primeira e mandou por cima da meta de Fábio.

A resposta celeste foi rápida. Na sequência do lance, Allano lançou Leandro Damião pela direita. O centroavante tentou o cruzamento mas a bola passou por toda a extensão da área sem que ninguém aproveitasse.

Aos 19, Gilberto recebeu livre pela direita e bateu cruzado. Fabio caiu pra conferir e a bola saiu pela linha de fundo.

A primeira finalização do Cruzeiro aconteceu apenas aos 37 minutos. Allano sofreu falta na entrada da área pela direita. O lateral Pará foi para a cobrança e mandou por cima da meta de Charles.

Gol de quem conhece!

Na segunda oportunidade de gol, o Cruzeiro abriu o marcador em São Januário. Aos 38 minutos, Marquinhos recebeu no meio-campo e lançou Leandro Damião livre de marcação. O atacante invadiu a área, tirou o zagueiro da jogada e bateu na saída de Charles. Um golaço! O primeiro de Leandro Damião no Brasileirão 2015.

Em desvantagem e so pressão, Doriva abandonou o esquema defensivo. Sacou o volante Diguinho para a entrada de Yago. A função era abrir o jogo pela direita e aproveitar as costas do lateral Pará.

Mesmo com a substituição e a mudança de esquema, o Vasco sentiu o gol. O Cruzeiro dominou o meio campo, neutralizou os dois meias de marcação e levou a vantagem para os vestiários.

Administração celeste

O Cruzeiro voltou para a etapa complementar sem pressão. Aproveitava o desespero vascaíno em busca da igualdade para administrar o jogo. Tocava a bola de um lado para o outro no meio campo, atraía os cariocas para o campo de defesa e tentava os contra-ataques para surpreender a defesa cruz-maltina.

Vendo que o time não rendia o esperado, Doriva abriu ainda mais o time. Sacou o volante Jackson Caucaia para a entrada do meia paraguaio Julio dos Santos. No entanto, o tiro saiu pela culatra.

Aos 13 minutos, o Cruzeiro ampliou a vantagem em São Januário. Willian rolou para Charles pela esquerda. De pé esquerdo, que não é o bom, o volante arriscou o chute. O xará Charles falhou e espalmou a bola para dentro do gol.

O gol apagou a chama da reação vascaína. Sem forças para atacar o Cruzeiro, o time se abateu e viu a Raposa atacar com muita velocidade pelos lados do campo.

Mais um de Damião!

Com o Vasco entregue, o Cruzeiro explorava os contra-ataque e, aos 29 minutos, ampliou a vantagem em São Januário. Willian tentou lançamento para o ataque, a bola explodiu em Guiñazu e sobrou limpa para Damião que limpou o zagueiro Rodrigo e bateu seco no canto. Segundo gol dele na partida.

Aos 41, Joel teve a chance de transformar a vitória em goleada. O camaronês recebeu livre pela direita e mandou o petardo. A bola passou por cima da meta de Charles.

O zagueiro Rodrigo fez o gol de honra do Vasco em São Januário. Ele cobrou falta com efeito da intermediária e acertou o ângulo da meta de Fábio que nada pode fazer.

Não havia tempo para mais nada e o Cruzeiro volta do Rio de Janeiro com a terceira vitória consecutiva no Brasileirão 2015.

Vasco 1 x 3 Cruzeiro

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio São Januário, Rio de Janeiro
Data: 13 de junho, às 21h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Javel Silveira (RS)
Gols: Leandro Damião, aos 37’ do primeiro tempo, Charles aos 14’, Leandro Damião aos 30’ e Rodrigo aos 43’ do segundo tempo
Cartões amarelos: Pará, Willians (Cruzeiro)

Vasco – Charles; Madson, Luan, Rodrigo e Julio César; Jackson Caucaia (Julio dos Santos), Guiñazu e Diguinho (Yago); John Cley (Thalles), Biancucchi e Gilberto Técnico: Doriva

Cruzeiro – Fábio; Mayke (Fabiano), Manoel, Bruno Rodrigo e Pará; Charles, Willians, Allano (Bruno Edgar), Marquinhos e Willian (Joel); Leandro Damião Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Morte de Fernando Brant, repercurte pelo estado e Brasil

Próxima Reportagem

Subindo! Coelho bate o CRB com primeiro gol de Cristiano, sobe na tabela e cola no G4

Postagens Relacionadas