O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.
Seguir

Ducha de água fria! Corinthians vence Atlético no Horto e coloca a mão na taça

Leo Silva teve muito trabalho com os rápidos atacante corinthianos. Foto: Doug Patrício

De nada adiantou a torcida do Atlético esgotar os ingressos rapidamente e fazer uma bonita fez no Independência. Dentro das quatro linhas, o Corinthians foi soberano no jogo e, diante de mais de 20 mil pessoas, derrotou o Atlético por 3 a 0 no Horto e botou a mão na taça do Brasileirão 2015.

Nem parecia que o alvinegro paulista jogava longe de casa. Desde o inicio da partida, o Corinthians tirava os espaços do Atlético em campo com a marcação sob pressão e tocava a bola em velocidade no momento em que tinha a posse. Já o Atlético utilizava as jogadas pelas laterais do campo e os cruzamentos para a área em busca de Lucas Pratto.

Na etapa complementar, o Corinthians, com um futebol solidário, tomou conta do jogo. Praticamente não deu chances para o Atlético no campo de ataque e foi cirurgico ao matar o jogo com gols de Malcom, Vagner Love e Lucca.

Foco na Libertadores

A vitória no Horto coloca o Corinthians com 11 pontos de vantagem para o Atlético faltando cinco rodadas para o término do Brasileirão 2015. Já o Atlético estaciona nos 62 pontos e vê a aproximação do Grêmio na briga pela vice-liderança. O Tricolor Gaúcho venceu o Flamengo em Porto Alegre por 2 a 0 e chegou aos 59 pontos.

Reabilitação longe de casa

O Atlético vai buscar a reabilitação longe de casa. No próximo domingo, dia oito de novembro, às 17h, o Galo vai até Florianópolis encarar o Figueirense, no Orlando Scarpelli. Um tropeço alvinegro e uma vitória do Corinthians pra cima do Coritiba dará o título da temporada aos paulistas.

O jogo

O Corinthians começou a partida no Independência com a marcação adiantada. A estratégia de Tite era dificultar ao máximo a saída de bola atleticana. Onde havia um jogador do atleticano com a bola sempre estavam dois marcadores paulistanos. Do outro lado, o Atlético apostava na velocidade e nas bolas alçadas na area. O alvo era Pratto que poderia ganhar da zaga e fazer o papel de pivô para quem viesse do meio-campo.

A primeira grande oportunidade de gol da partida foi do Atlético. Aos 18 minutos, Dátolo fez uma grande jogada pela esquerda e cruzou para a área. O argentino Pratto chegou atrasado e a bola passou por toda a extensão da grande área.

A resposta corinthiana aconteceu aos 21 minutos. Após rápida troca de passes pela esquerda, Malcom recebeu livre pela esquerda. Dentro da área, o garoto tentou a finalização mas Victor fez uma grande defesa e impediu o primeiro gol dos visitantes.

Aos 24, Giovanni Augusto tentou o lançamento para Pratto. O centroavante argentino estava livre na área e tentou o chute de primeira. A bola saiu mascada e Cássio fez a defesa.

Aos 35 minutos, Malcom recebeu pela esquerda novamente, tirou Donizete da jogada, passou também por Leonardo Silva e bateu cruzado A bola saiu com perigo à esquerda da meta de Victor.

O Atlético deu a resposta aos 40. Após escanteio cobrado da equerda, a defesa tentou tirar e a bola sobrou para Marcos Rocha dentro da área. Livre, o lateral tentou o chute mas a bola subiu e saiu por cima do gol de Cássio.

A última oportunidade do primeiro tempo foi do Atlético. Aos 47, Luan cruzou da direita e Giovanni Augusto tentou o voleio. Bem colocado, Cássio fez a defesa sem dar rebote.

Salva, Marcos Rocha!

Assim que a bola rolou para o segundo tempo o Corinthians teve a melhor oportunidade de gol da partida. Malcom foi lançado na área. Leonardo Silva errou o tempo da bola e o garoto dominou sozinho. Ele invadiu a área e, no momento da finalização, Marcos Rocha conseguiu travar o lance e evitou o gol corinthiano.

O Galo chegou com perigo aos cinco minutos. Luan cruzou da direita, Gil afastou o perigo. Giovanni Augusto pegou o rebote e chutou para o gol. Cássio fez grande defesa.

As principais jogadas ofensivas do Corinthians aconteceu pela esquerda do ataque nas costas do lateral Marcos Rocha. Aos 11 minutos, Guilherme Arana e Malcom trocaram passes pelo setor em alta velocidade. Malcom invadiu a área e serviu Rodriguinho que arriscou o chute para boa defesa de Victor.

Gol de Malcom

Malcom fez o gol que abriu o caminho da vitória corinthiana no Horto. Foto: Doug Patricio
Malcom fez o gol que abriu o caminho da vitória corinthiana no Horto. Foto: Doug Patricio

O Corinthians abriu o placar no Independência aos 22 minutos. O zagueiro Felipe avançou pela direita e cruzou para a área. Edcarlos se enrolou e não conseguiu fazer o corte. A bola sobrou nos pés de Jadson que cruzou novamente para a área. Dessa vez ele encontrou o garoto Malcom livre. Ele só teve o trabalho de escolher canto, cabecear e sair para o abraço no Horto.

Gol de Love!

Vagner Love foi bem no Horto e deixou o dele na vitória do Corinthians. Foto: Doug Patrício
Vagner Love foi bem no Horto e deixou o dele na vitória do Corinthians. Foto: Doug Patrício

O Atlético sentiu o golpe e não teve nem muito tempo para respirar. Aos 29 minutos, Vagner Love ampliou a vantagem corinthiana no Horto. Ele recebeu na entrada da área, driblou Edcarlos e bateu forte. Sem chance de defesa para Victor.

Golaço de Lucca!

Lucca fez o terceiro gol do Corinthians no Horto. Foto: Doug Patrício
Lucca fez o terceiro gol do Corinthians no Horto. Foto: Doug Patrício

O Corinthians aproveitou o desespero atleticano e não tirou o pé do acelerador. O terceiro gol saiu aos 39 minutos. Cruzamento de Renato Augusto da direita e Luca, de voleio, fez o dele no Horto.

O Atlético não teve forças para buscar uma reação na reta da final da partida e viu o Corinthians administrar o resultado no Horto. Fim de jogo e o alvinegro paulista saiu de Belo Horizonte próximo do hexacampeonato brasileiro.

ATLÉTICO 0 X 3 CORINTHIANS
Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 01/11/2015 (domingo)
Local: Independência
Árbitro: Heber Roberto Lopes – SC (FIFA)
Assistentes: Kleber Lucio Gil – SC (FIFA) e Fabricio Vilarinho da Silva – GO (FIFA)
Gol: Malcom, 22, Vagner Love, 29, e Lucca, 39min do segundo tempo
Cartão amarelo: Leandro Donizete (ATL)

ATLÉTICO – Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Edcarlos e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Cárdenas), Dátolo e Giovanni Augusto (Thiago Ribeiro); Luan e Pratto Técnico: Levir Culpi

CORINTHIANS – Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana; Ralf; Jadson, Rodriguinho (Cristian), Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Romero) Técnico: Tite

 

Total
0
Shares

Relacionados