Redes Sociais

Atlético-MG

Figueirense se fecha bem, abre o placar, mas Galo reage no fim e sai com o empate

Mais uma vez o Atlético não teve uma grande noite, parou na defesa do Figueirense que marcava atrás da linha do meio campo com todos os jogadores, mas o Galo se safou de uma derrota no último lance da partida ao empatar com Leonardo Silva

O JOGO:
PRIMEIRO TEMPO:

O Time catarinense veio com uma única estratégia, se fechar, suportar a pressão e apostar em uma única bola. O Galo tentava criar, mas a trinca ofensiva formada por Luan, Datolo e Giovanni Augusto não conseguia criar grandes jogadas. Apesar da pressão atleticana, a bola teimava não entrar, e Alex Muralha em noite inspirada, fez grandes defesas ao longo da partida. Mas o castigo para a imprecisão das finalizações atleticanas veio aos 48 minutos do 2 tempo, em contra ataque puxado por Clayton, ele abriu o placar para os vistantes, em chute de perna esquerda na saída de Victor. 1 X 0 Figueirense.

SEGUNDO TEMPO:

Logo a 1 minuto, o Figueirense criou uma boa chance, mas a bola acabou indo pelo linha de fundo. A Equipe de Santa catarina tentava aplicar alguns contra golpes em busca de mais um gol para ir para o segundo jogo em casa com uma boa vantagem. Guilherme entrou no segundo tempo na vaga de Donizete, Levir queria mais ofensividade e toque de bola, o time melhorou um pouco, apesar de alguns passes errados da dupla Guilherme/Datolo, que não estão em boa fase. Aos 14 minutos, por pouco o Atlético não empatou em lance confuso e Giovanni Augusto pegando o rebote e chutando pra fora. Aos 19 minutos em cobrança de falta perigosa, a bola foi desviada na barreira e quase enganou o Goleiro Victor, que se recuperou bem e fez grande defesa. Depois de muita insistência, o gol de empate finalmente saiu aos 47 do 2 tempo, após cruzamento de Douglas Santos pela esquerda, Leonardo Silva como sempre no apagar das luzes, salva o Atlético e empata do jogo, deixando o confronto ainda em aberto na volta em Santa Catarina. Final de jogo. 1 x 1

ANALISE:

Depois de um grande momento no primeiro turno do Campeonato Brasileiro até a 16 rodada, quando bateu por 3 x 1 o São Paulo, o time deu aquilo que no futebol chama-se de “Oscilação”, acho que é hora de a torcida ter paciência, porque o time têm qualidade, e em muitos jogos está faltando também um pouco de sorte, pois em muitas ocasiões o time não mostrou grande futebol, porém venceu e ficou tudo bem, sou contra as vaias durante o jogo e mais contra ainda as confusões entre torcedores de um mesmo clube como aconteceu hoje no Estádio, isso é muito triste e mancha o espetáculo, e mancha também a torcida atleticana, que não tem histórico de confusões entre próprios torcedores. Nada está perdido, o resultado não foi bom, mas uma vitória simples fora de casa ou um empate acima de 2 x 2 garante a classificação, é necessário paciência e como sempre ACREDITAR.

ATLÉTICO 1 X 1 FIGUEIRENSE

Atlético
Victor; Marcos Rocha (Carlos César), Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete (Guilherme), Rafael Carioca, Giovanni Augusto e Dátolo; Luan e Pratto.
Técnico: Levir Culpi

Figueirense
Alex Muralha; Leandro Silva, Saimon, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Dener, Fabinho, João Vitor e Rafael Bastos;Clayton (Thiago Santana) e Dudu.
Técnico: Hudson Coutinho

Gols: Clayton, Figueirense, aos 48 minutos (primeiro tempo);Leonardo Silva, aos 48 minutos (segundo tempo)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliar: Alessandro Rocha Matos (BA) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Amarelo: Leandro Donizete, Marcos Rocha (Atlético); Rafael Bastos, Dener e Yago(Figueirense)
Pagantes: 16.123
Renda: R$ 389.000,00

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atlético-MG

Patric chega a sua décima final de estadual consecutiva e vibra com a marca

São seis títulos estaduais e por três vezes terminou com o vice-campeonato

Num futebol brasileiro caracterizado cada vez mais pelo equilíbrio chegar entre os melhores do campeonato é algo muito difícil. Imagine conseguir esse feito por 10 anos consecutivos. O lateral-direito do Atlético Mineiro, Patric, pode bater no peito e se orgulhar deste feito. No último domingo, com a goleada do Galo por 5×0 diante do Boa, o alvinegro garantiu vaga na final do Campeonato Mineiro e, com isso, Patric disputará em 2019 sua décima final de estadual seguida na carreira.

A trajetória de decisões estaduais de Patric começou em 2010 pelo Avaí. Na oportunidade, ele sagrou-se campeão. De lá para cá, o lateral disputou outras finais pelos estados de: Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Bahia. O retrospecto é positivo. São seis títulos estaduais e por três vezes terminou com o vice-campeonato.

Vitorioso por onde passa, Patric ressalta a bela marca na carreira. “Chegar em dez finais de campeonatos estaduais é algo que me deixa muito orgulhoso, principalmente porque nesta década sempre disputei competições de níveis fortes, com grandes adversários e rivalidades. Importante também já ser hexacampeão estadual. Estou bastante confiante que junto com os meus companheiros podemos buscar mais um caneco para o Atlético Mineiro”, declarou o camisa 29 do Galo.

Mas, antes da primeira partida da final do Campeonato Mineiro contra o Cruzeiro, o Atlético Mineiro se concentra na Libertadores. O elenco atleticano está no Paraguai onde encara o Cerro Porteño nesta quarta-feira, às 19h15. Reconhecido pela massa alvinegra pelo seu profissionalismo, raça e entrega ao clube, Patric projeta a partida decisiva. “Conseguimos uma vitória heroica diante do Zamora, que nos recolocou de vez na briga por uma vaga na próxima fase da Libertadores. Fizemos um bom jogo também diante do Boa. Sabemos da dificuldade que teremos nesse duelo aqui no Paraguai. Mas, mantendo o espírito dos últimos jogos creio que poderemos voltar ao Brasil com um grande resultado”, concluiu.

Finais de Patric pelos estaduais nos últimos anos:

2010 – Avaí (campeão)

2011 – Atlético Mineiro (vice-campeão)

2012 – Avaí (campeão)

2013 – Coritiba (campeão)

2014 – Sport (campeão)

2015 – Atlético Mineiro (campeão)

2016 – Atlético Mineiro (vice-campeão)

2017 – Vitória (campeão)

2018 – Atlético Mineiro (vice-campeão)

Continua lendo

Atlético-MG

Atlético-MG x Boa Esporte: acompanhe ao vivo pelo Mineiro 2019

Mineiro 2019 no Por Dentro de Minas – acompanhe Atlético-MG x Boa Esporte: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais

Continua lendo

Atlético-MG

Atlético-MG x Villa Nova-MG: acompanhe ao vivo pelo Mineiro 2019

Mineiro 2019 no Por Dentro de Minas – acompanhe Boa Esporte x América-MG: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais

Continua lendo