ÚLTIMASSaiba quem são os 16 pré-candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte saiba mais
Atlético-MG

Elenco forte! Reservas do Galo tem grande atuação, mas cedem empate ao Palmeiras no final

Estreia positiva! Apesar de ter ficado duas vezes a frente no placar e ter tido boa atuação em São Paulo, o time reserva do Atlético acabou deixando a vitória escapar no último lance do jogo e volta para Belo Horizonte com um pontinho na bagagem. O lateral-direito Patric e o atacante Jô colocaram o time alvinegro na frente, mas Vitor Hugo e Rafael Marques garantiram o empate em 2 a 2 para os donos da casa no início da noite deste sábado (9) no estádio Allianz Parque, na capital paulista.

Entretanto o empate com gostinho de derrota pelo gol no final acabou sendo até positivo para o Galo, que jogou com time reserva e ainda fora de casa, um pontinho importante. Já para o Palmeiras o empate em casa não foi tão bom, porém pela situação do jogo, um pontinho acaba sendo consolo para os paulistas.

Agora, o Atlético volta para o seu foco principal neste momento em 2015, a Copa Libertadores 2015. O Galo volta a campo diante do Internacional pelas oitavas de final na próxima quarta-feira (13), às 22h, no Beira-Rio. Como o primeiro jogo ficou empatado em 2 a 2 no Independência, o time alvinegro precisará de uma vitória simples ou um empate de no mínimo 3 a 3 para se classificar. Já a equipe colorada jogará por um 0 a 0 ou 1 a 1. Outro empate em 2 a 2 leva a disputa por uma vaga nas quartas para os pênaltis.

Jogo equilibrado; empate sem gols no primeiro tempo

Mesmo com o time reserva, o Atlético teve boa atuação na primeira etapa contra o Palmeiras e dificultou muito a vida do adversário. A marcação alvinegra era muito bem feita e complicava a saída de bola da equipe paulista. Os dois times buscavam o ataque, porém erravam muitos passes.

O Galo até chegava bem, mas não conseguia acertar o último passe e com isso pouco finalizava. Para se ter uma ideia, o melhor lance nos primeiros 10 minutos foi um chapéu que o chileno Valdívia do Palmeiras deu no volante atleticano Eduardo. O primeiro lance bonito do Atlético foi aos 13, um lindo drible do goleiro Victor no meia-atacante Dudu.

O Palmeiras conseguiu assustar o goleiro Victor pela primeira vez aos 14 minutos, quando o veterano Zé Roberto fez boa jogada pela esquerda e cruzou bem para Lucas, que acabou chutando pra fora. Dois minutos depois, Zé Roberto de novo cruzou pela esquerda e Valdívia acertou bela cabeçada, mas Victor com uma espécie de manchete, jogada de vôlei, fez grande defesa.

A melhor chance do Atlético no primeiro tempo, que também foi uma das principais no jogo, foi aos 28 minutos. O meia Maicosuel fez grande jogada, recebeu de Jô na área e ficou cara a cara com Fernando Prass, mas o goleiro do Palmeiras saiu bem e defendeu com o pé. O Galo ainda teve outra oportunidade perigosa aos 32, quando o zagueiro Tiago mostrou vontade, ganhou e arriscou o chute de longe, a bola saiu pertinho da trave direita.

O Palmeiras até tentou pressionar no finalzinho, mas faltou capricho nas finalizações. Aos 34 minutos, Gabriel Jesus ficou com sobra de bola após escanteio e arriscou o chute, porém mandou nas mãos de Victor. Depois, aos 45, Valdívia apareceu em grandes condições na área, mas finalizou no meio do gol e facilitou a vida do goleiro atleticano. Jogo movimentado e equilibrado. Empate sem gols, 0 a 0.

Galo na frente duas vezes; empate amargo

O Atlético voltou para a etapa final superior ao Palmeiras e rapidamente foi desenhando o seu gol. Aos 2 minutos, Eduardo recebeu na cara do gol, Prass saiu bem e o volante atleticano acabou chutando pra fora, chance incrível. Aos 5, Jô tentou de cabeça e pegou mal na bola. Já no minuto seguinte, veio o prêmio. Após lindo passe de Eduardo, Patric entrou na área pela direita e bateu cruzado para abrir o placar. 1 a 0.

Após abrir o placar, o Galo acabou recuando demais e foi chamando pouco a pouco o Palmeiras para cima. A equipe paulista se aproveitou disso, cresceu no jogo e buscou pressionar. Aos 13 minutos, Valdivia tentou de cabeça e Victor defendeu com facilidade. No minuto seguinte, Robinho fez boa jogada e arriscou o chute, mas mandou por cima.

Com o chileno Valdivia estando mal em campo, o técnico Oswaldo de Oliveira acabou colocando o estreante Egidio, ex-Cruzeiro, em seu lugar. Já Levir tirou Cárdenas, que também ficou devendo, e mandou o jovem Carlos para campo.

Após abrir o placar, o Atlético tentava encaixar um contragolpe para matar o jogo. Aos 18 minutos, Jô recebeu na área de costas para o gol e ajeitou para Carlos, que chegou chutando, a bola desviou na zaga e quase encobriu Prass, mas a bola acabou indo pra fora. Apesar disso, o Palmeiras continuava pressionando mais e quase conseguiu o empate aos 21, quando o jovem Gabriel Jesus fez boa jogada e tentou o chute cruzado, Victor espalmou e evitou o gol.

O Galo acabou perdendo o meia Giovanni Augusto aos 23 minutos, quando ele acabou sentindo um problema e pediu para sair. O jovem Dodô entrou em seu lugar.

O Atlético continuou recuado e o Palmeiras permanecia pressionando e o gol de empate parecia que ia sair a qualquer momento. Aos 29 minutos, Robinho cobrou falta perigosa e Victor fez boa defesa. Já aos 35, a casa alvinegra caiu. Após escanteio cobrando pelo veterano Zé Roberto, Vitor Hugo marcou de cabeça e empatou o jogo. 1 a 1.

Após levar o gol de empate, o Galo voltou a sair mais pro jogo e ser melhor em campo. E com isso rapidamente desempatou a partida. Aos 41 minutos, Jô recebeu boa bola pela direita, entrou na área e tocou na saída do goleiro Fernando Prass. Depois de ficar mais de um ano sem marcar, Jô balança as redes mais uma vez, ele já havia feito um na final do Mineiro contra a Caldense. 2 a 1.

O Atlético teve chances incríveis de matar o jogo e não aproveitou. Aos 45 minutos, Maicosuel ficou cara a cara com Fernando Prass, ele driblou o goleiro palmeirense, mas bobeou e acabou não finalizando e nem tocando direito, Prass se recuperou e defendeu. Quatro minutos depois, Jô apareceu bem no ataque, ele passou por Prass, mas ficou sem ãngulo e tentou o passe, porém errou.

O castigo atleticano pelos gols perdidos veio no último lance de jogo, aos 50 minutos, quando Rafael Marques recebeu cruzamento livre na área e finalizou à queima roupa, Victor tocou na bola, mas não evitou o gol. Empate com gosto de derrota para os mineiros. 2 a 2.

Veja a ficha técnica do jogo:

PALMEIRAS 2 X 2 ATLÉTICO

Motivo: Primeira rodada do Brasileirão 2015
Data e horário: 09/05/2015 (sábado), às 18h30
Local: Estádio Allianz Parque, em São Paulo
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

Público e renda: 28.781. Renda de R$ 2.004.965,00

Gols: Patric (ATL), 6min 2ºT, Vitor Hugo (PAL), 36min 2ºT, Jô (ATL), 41min 2ºT, Rafael Marques (PAL), 50min 2ºT

Cartões amarelos: Gabriel e Robinho (Palmeiras); Patric, Jô e Josué (Atlético)

Palmeiras: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel (Alan Patrick), Robinho, Valdivia (Egídio) e Rafael Marques; Dudu (Kelvin) e Gabriel Jesus. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Atlético: Victor; Patric, Edcarlos, Tiago e Pedro Botelho; Josué, Eduardo (Danilo Pires), Cárdenas (Carlos), Giovanni Augusto (Dodô) e Maicosuel; Jô. Técnico: Levir Culpi.

Publicado por

230 Publicações

Sobre
Acompanhe as principais notícias do futebol mineiro.
Artigos
Relacionados
Atlético-MGBrasileirão

Atlético-MG x Bragantino: acompanhe ao vivo pelo Brasileirão 2020

Brasileirão 2020 no Por Dentro de Minas – acompanhe Atlético-MG x Bragantino: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais
Atlético-MGBrasileirão

Santos x Atlético-MG: acompanhe ao vivo pelo Brasileirão 2020

Brasileirão 2020 no Por Dentro de Minas – acompanhe Santos x Atlético-MG: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais
Atlético-MGBrasileirão

Coritiba x Atlético-MG: acompanhe ao vivo pelo Brasileirão 2020

Brasileirão 2020 no Por Dentro de Minas – acompanhe Coritiba x Atlético-MG: escalação, informações sobre o jogo, fotos e muito mais

Deixe uma resposta