Ficou para BH! América perde para o Paraná e adia a festa da volta à Elite

Lúcio Flávio fez o gol que adiou o retorno do América à Série A do Brasileirão. Foto: Paraná Oficiala,
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Longe de casa, o América não repetiu as boas atuações das rodadas anteriores e saiu de campo derrotado por 1 a 0 pelo Paraná Clube. Jogando em seus domínios, os paranistas precisavam do triunfo para garantir a permanência na Série B em 2016 e não se fizeram de rogados.

O bicolor aproveitou a apatia americana no primeiro tempo e conseguiu o gol da vitória logo aos 11 minutos de jogo. Henrique aproveitou bobeada de Leandro Guerreiro dentro da área, roubou a bola do capitão americano e cruzou para a área. Ricardinho tentou de cabeça, acertou a trave e, no rebote, Lúcio Flávio balançou a rede.

Em vantagem, os paranistas administraram o jogo. Na etapa complementar fizeram um ferrolho na defesa e suportaram a pressão americana que teve uma boa chance nos pés de Toscano que parou numa defesaça do goleiro Marcão.

Com o tropeço em Curitiba, o América precisa de apenas um empate para carimbar o passaporte rumo à elite em 2016. O Coelho permanece em segundo lugar na Série B com 63 pontos. São 19 vitórias, seis empates e 11 derrotas totalizando um aproveitamento de 58.3%.

Gosto de final!

O América tem uma grande decisão pela frente no próximo sábado. O time de Givanildo fará a última partida em casa na temporada 2015 contra o Ceará e precisando de um empate para subir. A bola vai rolar no dia 21 de novembro, às 17h30, no Independência.

O jogo

Precisando de um empate para carimbar o passaporte para a Série A de 2016, o América iniciou o duelo na Vila Capanema pensando no resultado. O time de Givanildo Oliveira procurava manter a posse de bola, administrava jogo e tirava os espaços do Paraná. Com isso, o Coelho queria evitar a tradicional pressão exercida pelos donos da casa e até apostar em um contra-ataque para surpreender a equipe paranista.

Na trave!

O Paraná acordou na partida aos oito minutos e quase abriu o marcador. Ricardinho apareceu como elemento surpresa no meio da área americana, aproveitou uma falha da defesa, dominou a bola e escolheu o canto direito. A bola passou por João Ricardo e caprichosamente procurou a trave do Coelho No rebote, Xavier afastou o perigo.

Paraná na frente

Os donos da casa abriram o placar aos 11 minutos. Henrique aproveitou bobeada de Leandro Guerreiro dentro da área, roubou a bola do capitão americano e cruzou para a área. Ricardinho tentou de cabeça, acertou a trave e, no rebote, Lúcio Flávio balançou a rede.

O Coelho sentiu o gol e abriu espaço para o Paraná em campo. Aos 15, Ricardinho roubou a bola de Anderson Conceição pela direita e cruzou para a área. Wesley Mattos, bem colocado, afastou o perigo.

Com Richarlison, Toscano e Tony bem marcados, o Coelho tinha dificuldades para infiltrar na defesa paranista e pouco atacou a meta do goleiro Marcos no primeiro tempo.

O primeiro chute a gol do América na partida aconteceu apenas aos 41 minutos. Tony arriscou de fora da área e a bola passou pertinho do travessão da meta paranista.

Mais ofensivo

Depois do fraco primeiro tempo, o técnico Givanildo Oliveira tentou mudar a postura do América em campo. Adiantou as linhas de marcaçao , tentou tirar os espaços do Paraná no meio campoe se fazer mais presente ao ataque.

O América teve duas oportunidades seguidas para empatar o jogo no segundo tempo. A primeira com o garoto Richarlison. A segunda e mais perigosa, com Marcelo Toscano. Aos 18, ele deixou o zagueiro na saudade, invadiu a área e bateu para o gol. Bem colocado, o goleiro Marcos fechou o ângulo e evitou o gol do Coelho.

Givanildo deixou o time mais ofensivo com a entrada de de Felipe Amorim na vaga do lateral Walber. Era tudo ou nada na reta final da partida em busca do gol do empate e do acesso.

Quase, Toscano!

Aos 32, o goleiro Marcos salvou a pátria paranista. Xavier fez lançamento para Toscano pela direita. O artilheiro americano pegou de primeira. A bola ia no cantinho direito mas o goleirão se esticou todo e fez uma defesaça!

Sem o 3-5-2

O América cresceu na partida e Givanildo foi mais ousado aos 34. Ele abandonou o esquema com três zagueiros. Sacou Anderson Conceição para a entrada do atacante Bruno Sávio.

O Coelho partiu para o abafa final. De maneira desorganizada, o Coelho foi para o ataque, o Paraná se encolheu no campo de defesa.

Os jogadores do América pressionaram bastante mas não conseguiram superar o ferrolho paranista.

PARANÁ 1X0 AMÉRICA

Motivo: 36ª rodada da Série B
Estádio: Vila Capanema
Data: sábado, 14 de novembro de 2015
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (Asp. Fifa-PA) e Hélcio Araújo Neves (CBF-PA)
Público: 1.359 pagantes Renda: R$ 18.500,00
Gols: Lúcio Flávio, aos 11min do 1ºT
Cartões amarelos: Ricardinho, aos 40min do 1ºT. Marcos, aos 6min, Eder, aos 47min do 2ºT (PAR); Walber, aos 18min, Leandro Guerreiro, aos 30min do 2ºT (AME)

PARANÁ – Marcos; Ricardinho (Eder, aos 25min do 2ºT), Luís Felipe, Luciano Castán e Rafael Carioca; Jean, Ânderson Uchôa, Fernandes e Rafael Costa; Henrique (Thiaguinho, aos 48min do 2ºT) e Lúcio Flávio (Rosinei, aos 44min do 2ºT) Técnico: Fernando Miguel

AMÉRICA – João Ricardo; Wesley Matos, Alison e Anderson Conceição (Bruno Sávio, aos 32min do 2ºT); Walber (Felipe Amorim, aos 20min do 2ºT), Leandro Guerreiro (Diego Lorenzi, aos 38min do 2ºT), Tony, Marcelo Toscano e Xavier; Pablo e Richarlison Técnico: Givanildo Oliveira

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Pagina ajuda em divulgações de ponto de doações de água mineral para Valadares

Próxima Reportagem

Paraná 1 x 0 América-MG | Gol - 36ª Rodada da Série B


Postagens Relacionadas