Bota a cerveja pra gelar que eu tô voltando! Coelho goleia o Vitória e tá pertinho da Elite!

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Alô, Alô, Série A! Aqui quem fala é o América! Tô pertinho de voltar! Pode preparar a festa porque, hoje, eu peguei o Vitória, não tomei conhecimento do rival direito, fiz 4 a 0, deitei e rolei no Independência!

Fiquei ainda mais feliz porque acabei com uma escrita que já durava 34 anos. Ô trem chato conviver com isso! Mas agora esse tabu já é passado e o Vitória ficou pra trás.

Série A, Série A! O Marcelo Toscano jogou demais! Fez um golaço no finalzinho do primeiro tempo, deu assistência para os gols do menino Richarlison, do Diego Lorenzi e do Pablo. Se eu pudesse dava o prêmio de melhor em campo pra ele!

Falta pouco pra subir e tirar o grito da garganta! Agora tenho 63 pontos e tô isolado! I-S-O-L-A-D-O, na vice-liderança! 60% de aproveitamento não é pra qualquer um, meu irmão! Venci 19 vezes, empatei seis, e perdi só 10, mas não precisamos falar nisso, né!

Esta terça-feira é dia de alegria e vou fazer de tudo para que ela se entenda até o próximo sábado, dia 14 de novembro. Vou viajar para Curitiba, às 21h, comparecerei à Vila Capanema para encarar o Paraná! Quero voltar de lá garantido na Elite e com direito a festa no Aeroporto! Acredita, Coelhão!

O jogo

Logo nos primeiros minutos de jogo no Independência, o Vitória mostrou um comportamento ofensivo e que não esperaria o América no seu campo de defesa. Tanto é que a primeira boa chance foi criada pelo rubro-negro. Aos três minutos, Diego Renan recebeu passe de Vander e arriscou o chute de primeira de fora da área. A bola tirou tinta da trave direita do gol de João Ricardo.

Apendeu com o Neymar?

A resposta americana foi aos seis minutos com o garoto Richarlison. Abusado, o atacante recebeu na área, deu um belo chapéu no zagueiro Guilherme Mattis tentou outro pra cima de Ramon e, na hora da finalização, foi travado por Mattis que se recuperou no lance. Quase um golaço do Coelho!

Brilhou a estrela de Lorenzi

Givanildo Oliveira escalou Diego Lorenzi na vaga de Rodrigo Souza. E a estrela do treinador brilhou aos 18 minutos. Marcelo Toscano fez boa jogada pela direita e cruzou. O meio-campo apareceu como elemento surpresa dentro da área e, livre de marcação, deu um carrinho para fazer o primeiro gol do Coelho no Independência.

Com a vantagem no marcador, o América administrou a posse de bola, congestionou o meio de campo e complicou a vida do Vitória que foi obrigado a se lançar ainda mais para o ataque. A derrota não era um bom negócio para o rubro-negro.

Tchau, Rhayner!

Aos 37 minutos, o Vitória ficou com um jogador a menos em campo. Depois de tomar um cartão amarelo por reclamação, o atacante Rhayner fez uma falta por trás em Marcelo Toscano. Ele tomou o segundo cartão e, em consequência, o vermelho.

Golaço de Marcelo Toscano!

Com um homem a mais, o América tocou a bola. Se fez de satisfeito e deu um bote certeiro no último minuto da etapa inicial. Marcelo Toscano foi lançado pela direita, ganhou na corrida do marcador, invadiu a área e encheu o pé. Um golaço que levou ao delírio a torcida americana no Independência! 14º gol dele na Série B 2015!

Toscano atirado!

O América voltou para o segundo tempo mantendo o pé no acelerador. Com pouco mais de um minuto, Richarlison recebeu na área e rolou para Marcelo Toscano. O artilheiro do Coelho na Série B escolheu o canto e quase fez mais um belo gol. A bola saiu a esquerda da meta rubro-negra.

Em desvantagem, o Vitória tentou pressionar o Coelho. Mesmo com um a menos, o técnico Vagner Mancini adiantou a marcação do time e tomou conta do meio. O América se concentrava na defesa e aguardava um contra-ataque na velocidade de Pablo, Toscano e Richarlison.

O rubro-negro manteve a posse de bola durante a maior parte da etapa complementar, porém finalizava pouco e não levava perigo à meta de João Ricardo. O América era mais efetivo quando ia ao ataque.

Aos 28 minutos, Marcelo Toscano aproveitou rebote da defesa baiana e arriscou o chute da entrada da área. A bola desviou na zaga e saiu próximo ao travessão da meta de Fernandez.

A vez do menino!

O terceiro gol do Coelho na partida estava madurinho e não poderia ser de outro jogador. Aos 30 minutos, Marcelo Toscano recebeu na direita e cruzou para a área. Richarlison, frio, recebeu na área, girou o corpo e fuzilou sem chances de defesa. Um golaço!

Virou goleada!

O Vitória sentiu o terceiro gol e se desorganizou em campo. Sem ter nada com isso, o América partiu pra cima e, três minutos depois, transformou a brincadeira em goleada. Toscano deu assistência de calcanhar para Pablo. O atacante invadiu a área pela direita e bateu cruzado para fazer o quarto gol do Coelho.

A torcida fazia uma festa maravilhosa nas arquibancadas do Independência. A goleada colocou o Coelho com as duas mãos na vaga na elite em 2016. Falta apenas um pontinho para confirmar!

Destaque do dia:

Givanildo foi aplaudido pela torcida, sorriu no final do jogo e está pertinho do terceiro acesso com o Coelho. Foto: Doug Patrício
Givanildo foi aplaudido pela torcida, sorriu no final do jogo e está pertinho do terceiro acesso com o Coelho. Foto: Doug Patrício
AMÉRICA 4 X 0 VITÓRIA

Motivo: 35ª rodada da Série B
Estádio: Independência
Público: 17.604
Renda: R$ 227.785,00
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (Esp-RS) e Rafael da Silva Alves (Asp. Fifa-RS)

Gols: Diego Lorenzi, aos 17 minutos, e Marcelo Toscano, aos 45 minutos do 1º tempo; Richarlison, aos 30 minutos, e Pablo, aos 32 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Diogo Mateus, aos 18 minutos, e Rhayner, aos 19 minutos do primeiro tempo (Vitória); Ramon, aos 2 minutos do segundo tempo
Cartão vermelho: Rhayner, aos 38 minutos do primeiro tempo (Vitória)

AMÉRICA – João Ricardo; Wesley Matos, Alison e Anderson Conceição; Walber, Leandro Guerreiro, Diego Lorenzi (Henrique Santos, aos 42 do 2ºT), Marcelo Toscano e Xavier; Pablo (Felipe Amorim, aos 35 do 2ºT) e Richarlison (Bruno Sávio, aos 36 do 2ºT) Técnico: Givanildo Oliveira

VITÓRIA – Gatito Fernández; Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral (Pereira, aos 29 do 2ºT), Pedro Ken (Jorge Wagner, no intervalo), Flávio e Rhayner; Vander e Rafaelson (Elton, aos 15 do 2ºT)
Técnico: Vágner Mancini

 

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Samarco dar licença remunerada para maioria dos funcionários em MG e ES

Próxima Reportagem

América-MG 4 x 0 Vitória | Gols - 35ª Rodada da Série B


Postagens Relacionadas