FMF defende árbitro que sacou arma no futebol amador em Brumadinho


A Federação Mineira de Futebol decidiu nesta quarta-feira (30), não punir o árbitro Gabriel Murta, que em partida de futebol amador em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sacou uma arma após ser agredido por um jogador.

O árbitro é soldado da Polícia Militar de Minas Gerais, e a corporação informou, por meio da sua assessoria de comunicação, que está apurando os fatos, mas que Gabriel não apontou a arma para alguém ou efetuou disparos.

O diretor de árbitros da Federação Mineira de Futebol, Giuliano Bozzano, saiu em defesa do juiz, alegando que ele tomou a atitude para se proteger.

Gabriel Murta deu sua versão sobre a situação ocorrida na partida entre Amantes da Bola e Brumadinho. O árbitro disse que foi agredido em campo e foi até o vestiário buscar a arma de fogo para apartar a situação e dar voz de prisão ao jogador.

 

Total
0
Shares
Relacionados