Tudo que você precisa saber sobre jogos de azar no Brasil: legal ou não?

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Não é segredo que o jogo no Brasil é uma indústria com potencial. Quer o governo do país queira ou não, as pessoas estão apostando dinheiro em jogos de azar e jogando pôquer, blackjack, roleta e caça-níqueis de cassino. Mas e quanto às legalidades? O que a lei brasileira diz sobre jogos de azar? E como você pode jogar sem quebrar nenhuma lei?

1. O jogo no Brasil é ilegal, mas ainda está acontecendo

A lei brasileira proíbe o jogo em todas as suas formas, mas ainda está acontecendo. Isso se deve à falta de regulamentação e clareza na legislação. Diferentes estados têm suas próprias leis que diferem de outros. E embora alguns jogos sejam aceitos legalmente (pense em corridas de cavalos), a maioria dos outros permanece proibida ou não regulamentada, na melhor das hipóteses.

A boa notícia é que o governo vai tomar medidas para regulamentar o jogo no Brasil.

A má notícia é que não está exatamente claro quando isso acontecerá e que forma o regulamento assumirá (ou seja, se jogos online ou offline). E para piorar as coisas, não existem leis sobre quanto uma pessoa pode gastar no jogo sem ser considerada viciada ou jogador problemático, o que abre a possibilidade de ser considerada como tal quando, na realidade, responsável.

2. O governo tomou medidas para tornar os jogos de azar menos acessíveis, bloqueando sites de jogos de azar online e fechando cassinos

Ao longo dos anos, o Brasil teve uma relação complicada com o jogo. No século 16, por exemplo, as cartas de baralho foram proibidas no Brasil porque se acreditava que estavam relacionadas a jogos de cartas de origem espanhola (“pôquer”).

Nos anos mais recentes, torneios de pôquer foram realizados em vários locais do país e os cassinos são legais sob a lei federal, pois são considerados competitivos.

Na década de 1920, o Brasil começou a ver o jogo como pecado e acabou banindo-o em 1928. No entanto, essa proibição teve vida curta por causa de seus benefícios econômicos – especificamente ao tentar tirar as pessoas de suas casas durante tempos difíceis como a Segunda Guerra Mundial .

Hoje, a legislação brasileira permite certos tipos de jogos de azar que são regulamentados principalmente pelas autoridades. Ainda assim, os sites de jogos de azar estão sendo bloqueados pelos tribunais ou agências governamentais.

3. Muitas pessoas se opõem à ideia de legalizar o jogo porque acreditam que isso levará a mais problemas de dependência

O vício em jogos de azar é um problema real no Brasil e pode levar a problemas sociais. Nos últimos anos, o índice de dependência tem piorado porque as pessoas estão mais expostas ao jogo devido à sua legalização parcial. Ainda assim, embora possa causar alguns problemas, também pode ser benéfico.

No Brasil, o jogo é um tema debatido há muitos anos. Algumas pessoas acreditam que deveria ser legalizado e regulamentado, enquanto outras acham que isso só levaria a mais problemas de dependência (que, segundo eles, já são significativos no país). Houve algumas mudanças recentemente, embora devido à legalização parcial de certos tipos de jogos de azar.

4. Legalizar o jogo pode ser uma boa forma de o governo gerar receita, bem como criar empregos na indústria do turismo

A legalização do jogo em outros países trouxe muitos lucros para os setores financeiros do governo.

Como o jogo não foi legalizado no Brasil, algumas pessoas acham que será mais difícil regulamentar o setor. No entanto, ainda há uma chance de que a legalização tenha efeitos positivos na sociedade, ao gerar receitas e empregos para o turismo.

5. O jogo também pode ajudar a melhorar os programas de bem-estar social, como seguro-desemprego e pensões para trabalhadores aposentados

Ao fornecer um fluxo constante de dinheiro para a economia, o jogo pode estimular o desenvolvimento econômico. Além disso, benefícios podem ser fornecidos a um segmento da sociedade que não poderia recebê-los de outra forma, como seguro-desemprego e pensões para trabalhadores aposentados.

Isso poderia melhorar os padrões de vida, tendo mais orçamento para saúde, pensão e seguro. Claro, pode trazer alguns aspectos problemáticos, como o vício, mas o jogo é da natureza humana e seria ingênuo pensar que não há riscos.

6. Muitas pessoas argumentaram que o jogo legalizado aumentaria as taxas de criminalidade devido ao aumento do número de viciados em busca de dinheiro em atividades ilegais ou agiotagem

Este é um argumento frequentemente levantado em discussões sobre a legalização do jogo. O argumento é que o jogo legalizado pode levar a um aumento nas taxas de criminalidade devido ao aumento do número de viciados em busca de dinheiro em atividades ilegais ou agiotagem.

O campo pró-jogo frequentemente respondeu com dados que mostram uma correlação direta entre crimes reduzidos e jogo legalizado, apontando que, por exemplo, a taxa de homicídios de Las Vegas foi cortada quase pela metade nos primeiros cinco anos após a abertura de um novo cassino.

Outros argumentaram que as taxas de criminalidade não aumentarão porque não há evidências para apoiar essa afirmação e, também, seria ingênuo pensar que não há riscos.

Conclusão

A situação no Brasil ainda é incerta, mas podemos ver uma evolução em relação ao jogo nos próximos anos. Sem dúvida, o jogo legal pode ter muitos benefícios e desvantagens. Ainda assim, a julgar por países onde o jogo é legal, ele tem um impacto positivo na economia e na sociedade. Se for mantido ilegal, as pessoas que querem jogar ainda encontrarão maneiras de fazê-lo.

Total
1
Shares
Reportagem Anterior
Jovem morre após caminhão capotar na BR-267, em Lima Duarte - Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Jovem morre após caminhão capotar na BR-267, em Lima Duarte

Próxima Reportagem

‘AS NOITES MAL DORMIDAS DE CAIO JOCHEM’ é a nova obra do escritor mineiro Raphael Juliano