O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

Opinião: Democracia e ordem

Na coluna de Dr. Marcelo Harger desta semana, leia: “Democracia e ordem”
Por Dentro de Minas - Google News

Sempre tive um profundo respeito pela autoridade. Creio que foi a educação que recebi. Professor, mesmo estando errado, estava certo. Era alguém a ser obedecido e não questionado. Era assim que procedia na infância por orientação dos meus pais. Após a faculdade de direito, mantive a mesma postura, mas agora com um acréscimo: as autoridades sempre devem ser respeitadas, mas quando estiverem erradas, posteriormente, utilizando os canais apropriados, devem ser questionadas e até responsabilizadas.

Faço essas observações porque a juventude de hoje perdeu o senso de autoridade. Aprendeu que tem o direito de se expressar, mas esqueceu da parte correspondente ao dever. Tratam professores como se fossem lixo. Desrespeitam policiais como se estes fossem cidadãos de segunda classe. Agem como os únicos detentores e sabedores da verdade e, para isso, estão dispostos a afrontar os direitos alheios e desrespeitar qualquer um que queira a eles se opor.

Quando chamados à responsabilidade, posam de vítimas alegando que o direito de expressão está sendo cerceado. Fogem da responsabilidade pelos atos que praticam, mentem e ficam de “mi-mi-mi” como se fossem crianças mimadas a levar um pito. Sei que essas considerações são coisas de gente velha. Aparentemente, estou deixando de ser um liberal e me tornando um conservador. Provavelmente, é porque atualmente tenho uma família a conservar e proteger. Hoje, tenho o que perder, e os valores que mais prezo são a segurança e a ordem.

Ao conversar com amigos da mesma idade, vejo que os anseios da maioria são os mesmos. Todos estão cansados da baderna e da falta de ordem que impera no País. Atualmente, uma dúzia de gatos- pingados é suficiente para aterrorizar e amedrontar a população ordeira de uma cidade. Cada vez mais pessoas sentem saudades da ordem de outrora, e tenho ouvido muitas manifestações favoráveis à volta dos militares ao poder.
Nada tenho contra os militares, mas prefiro as instituições de controle de um Estado de direito funcionando adequadamente. O fato é que, atualmente, elas não funcionam como deveriam, e se não começarem a funcionar com brevidade, talvez a democracia brasileira pague o preço.

Total
1
Shares

Relacionados