Encontrar o modelo adequado de película para o seu veículo não é fácil, pois o mercado nacional conta com diversos estilos, fabricantes, dimensões e finalidades. É preciso prestar muita atenção porque algumas podem não ser permitidas pela legislação em vigor.

Nos dias de hoje, os tipos mais comuns são os modelos para escurecimento e antivandalismo. O modelo para escurecimento tem a missão de conceder mais privacidade a quem estiver no veículo, bem como diminuir o efeito das altas temperaturas.

A película antivandalismo, por sua vez, tem o intuito de oferecer segurança ao condutor e a seus passageiros, impedindo que o vidro seja facilmente quebrado em caso de acidente e/ou choque. No entanto, nós não devemos confundi-la com material específico para a blindagem, pois é um produto totalmente diferente.

Conforme reportagem da Revista Auto Esporte, as versões principais são: a G20, a G35 e a G5. A primeira é um tipo padrão, a G35 tem a tonalidade parecida com a de uma sacola de lixo e a última é muito clara. No entanto, nós podemos encontrar também variações coloridas, como metalizadas e espelhadas.

Ainda conforme a Auto Esporte, a garantia convencional de uma película gira em torno de uma década, mas esse utensílio é bastante resistente e pode até ultrapassar esse prazo.

O que a resolução diz a respeito das películas?

Conforme a Resolução 254 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os indicadores permitidos de transparência dos vidros é de 75% no para-brisa, 70% nos vidros laterais dianteiros e de 28% no restante dos vidros.

Sendo assim, a tonalidade G5 desrespeita as medidas legais, entretanto, é uma das mais usadas no Brasil. Logo, o condutor que usar uma película desrespeitando o limite pode ser penalizado, recebendo cinco pontos na sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e obrigado a arcar com uma multa de R$195,23. E não para por aí: por ter cometido uma infração grave, o motorista será forçado a entregar o automóvel para passar pelo processo de regularização.

Conheça os principais estilos de película no mercado nacional

Há inúmeros tipos de películas, que mudam conforme a vontade e a demanda do cliente. Normalmente, as modificações ocorrem em relação às cores, à espessura, à transparência e até ao acabamento do filme, visando agradar todos os gostos. Nós fizemos a lista com os principais modelos à disposição no mercado nacional. Vamos conhecer?

Película básica

O nome já diz tudo, não é? É uma versão bem simples, que conta com inúmeros índices de transparência, entre 5% e 35%.

 

Película 3M

Segundo o portal automobilismo De Zero a Cem, esse modelo de película oferece um bom custo-benefício e não compromete o conforto do proprietário e seus caroneiros durante o percurso. Embora não faça concorrência com os tipos com preços mais alto, é uma boa alternativa para quem não deseja gastar muito.

Película de para-brisa

Essa tende a ser o melhor tipo em função da excelência no processo de fabricação. Com aspecto quase transparente ou contando com definições de transferência que correspondem à taxa mínima no para-brisa, esse modelo tem tecnologia mais elevada a fim de impedir a exposição aos raios do sol. Tudo para aumentar o conforto do motorista e de seus respectivos passageiros.

Película transparente

Em função das características climáticas do nosso país, isto é, sol ao longo de todo o ano em várias regiões, a película transparente cumpre bem essa função. Isso porque ela reduz as dificuldades enfrentadas pelos condutores para diminuir o incômodo com o sol, que passa pelo para-brisa e chega até a atrapalhar a visualização da estrada à frente.

O único detalhe é comprar somente produtos com índice de 75%, ou seja, o mínimo legal para esse vidro. Afinal, é o que determina a legislação nacional.

Película avançada

Essa variedade conta com as mesmas particularidades do modelo básico, só que o seu desenvolvimento é mais caprichado. Assim, é ligeiramente acima na qualidade, aumentando o conforto térmico e o bloqueio da luminosidade natural.

Película de segurança

Muita gente comete o erro de chamar essa película de “semi-blindada” devido ao filme ser mais espesso. Todavia, esse produto não tem nenhuma relação com a blindagem. Entretanto, proporciona proteção consideravelmente maior em um eventual acidente, pois auxilia na detenção dos cacos de vidro e também colabora para impedir a queda do vidro. A taxa de transparência vai de 5% a 35%.

Conseguiu saber tudo sobre os tipos de película e sobre a legislação que trata disso? Então, você pode indicar este texto para aqueles amigos que correm o risco de serem flagrados com películas irregulares!

Se você quiser saber mais informações sobre este e outros temas referente ao trânsito, basta entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 0800 6021 543.

Relacionados

comentários