Redes Sociais

Blogs

Especialistas? Como a internet deu abertura para tantos ‘palpiteiros’

• atualizado em 09/07/2018 às 12:41

Lembre-se, não basta ter bom senso, mas qualificação
e vivência  para certas análises

 

*Colunista:
*Felipe José de Jesus
*Jornalista / Sociólogo/ B.Teologia
*Me. Comunicação Social: Jornalismo
*B.Direito e Dout. Ciências Sociais e Políticas

 

Anos atrás sentavamos na frente da TV para assistir com nossos pais, avós e tios, análises de comentaristas esportivos, políticos, econômicos, sociais e de outras áreas que nos traziam um olhar sob situações cotidianas e dicas importantíssimas para nossas vidas. Em suma, todos formados nas suas determinadas áreas ou pelo menos especializados com graduação, pós-graduação e até mesmo, mestrado e doutorado. Tinhamos Cientistas Políticos / Sociais, Jornalistas Esportivos, Economistas, Advogados, Nutricionistas e outros profissionais de renome que recheavam a telinha. Com a entrada da internet nos anos de 1990, a massificação das Redes Sociais nos anos 2000 e a falta de fiscalização (seja de quem tem ou não algum tipo de especialização, ou pelo menos vivência em certas áreas), a internet se tornou um “campo de batalha” de quem sabe mais que o outro, já reparou isso?

Vemos claramente no Facebook, Instagram, Twitter e outras Redes Sociais, pessoas dando dicas de nutrição, exercícios físicos e até mesmo jurídicas de como uma ação deve ser sentenciada. Além disso, análises de situações políticas, de como deve ser o futuro das eleições, de como a Polícia deve agir em sua atividade, de como uma mulher e um homem devem se vestir, de como um casal (seja ele hetero ou bissexual) deve se portar publicamente e por ai vai. Temos até mesmo, opiniões sobre não podermos discordar mais de certos posicionamentos e comportamentos que não gostamos. Ou seja, até a mídia “veladamente” está entrando no meio sem ser chamada.

Na maioria das vezes um determinado usuário (que se diz especialista), planta uma situação como se tivesse total conhecimento e bagagem para falar de tal assunto. Dali para frente os demais usuários e seguidores começam a comentar deixando mensagens de aplausos, de ódio, como se o “protagonista” da discussão fosse um grande especialista no que fala. Não existe nem mesmo uma análise pessoal de quem é a pessoa por traz do ‘post’, como: O que ele é? O que ele estudou, ou que tipo de vivência ele tem para tal análise? As pessoas simplesmente propagam certas publicações nas Redes Sociais sem ao menos entender a história por traz de tal assunto. Apenas porque foram com a “cara” do tal “especialista de Facebook, Instagram ou Twitter”.

Ainda existem especialistas de verdade?

Com tanta liberdade de publicação na internet, fica realmente difícil encontrar pessoas que são especialistas de verdade para tais temas. Será que existe verdade, embasamento no que determinada pessoa diz? Você já parou para pensar nisso? Opinião é algo livre e todos nós temos as nossas, mas para falar de determinados temas que “soam ser mais polêmicos em nossa sociedade”, é preciso pelo menos ter entendimento ou estudo. Ouvir e ler com “afinco” é a primeira atitude que devemos tomar antes de propagar assuntos que os outros publicam. A mídia tem transformado certos especialistas em destacaveis “gurus”, mas mesmo assim, é preciso conhecer melhor essas pessoas que estão sempre em evidência. Ao invés de transformá-lo em um “ícone”, análise melhor se o que ele diz tem fundamento, ou se ele quer apenas muitos números de acesso e visualização em sua página. Senso crítico serve para isso, não se esqueça.

Especialistas sem noção: Como a internet  deu abertura para tantos palpiteiros. Lembre-se, não basta ter bom senso, mas qualificação e vivência para certas análises. Pense nisso.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

MF Press

Quando é a hora certa de levar uma criança ao ortodontista? Especialista responde

Reprodução / MF Press Global

Durante o desenvolvimento infantil, os dentes de leite vão dando lugar a dentição definitiva e ai percebe-se que o novo sorriso do seu filho já não parece tão alinhado quanto antes. Deixar a visita ao ortodontista para depois não é a melhor alternativa para o problema. Mas quando é a hora certa de levar uma criança ao ortodontista?

O especialista em ortodontia, Dr. Márcio Passos tem a resposta: “recomenda-se que toda criança, a partir dos 7 anos de idade faça uma avaliação ortodôntica. Quanto mais precoce essa avaliação, melhor a indicação de tratamento, se necessário. É importante que o paciente seja tratado de forma multidisciplinar, devendo muitas vezes ser encaminhados também para outros profissionais como médico otorrino, fonoaudiólogos ou fisioterapeutas”.

Dr. Márcio adverte que caso o tratamento seja muito tardio poderá ser mais difícil reverter os problemas encontrados: “como esta é uma fase que as crianças desenvolvem a dentição mista – os dentes decíduos, que são os “dentes de leite”, e a erupção dos 4 primeiros molares permanentes, que nascem sem que caia nenhum dente antes – é importante que se tenha  acompanhamento, caso contrário podemos encontrar problemas com grau maior de dificuldade em ser revertido. Quando avaliado precocemente e identificado o comprometimento da estética facial, (os ditos “gavetas” ou “ perfil de passarinho”) podemos iniciar ainda em fase pré escolar o uso de aparelhos móveis – ortopédicos. Estes aparelhos agem na estimulação das bases ósseas, reequilibrando a posição dos dentes. No entanto, existe um limite de idade para usá-los, pois em determinada idade, estes aparelhos perdem muito a sua função. Podemos dizer que em meninas Conseguimos maior eficiência de resultados até a menarca (1° menstruação) e em meninos até os 12/13 anos”.

Mas apenas encontrar um dente torto ja é o suficiente para correr para o dentista? O especialista diz que nem sempre: “em muitos casos, a criança ter alguns dentes tortos está longe de ser o principal indício da necessidade do tratamento ortodôntico ou ortopédico, e somente um profissional consegue identificar o problema. Por isso toda a oclusão deve ser considera, ou seja, a relação da arcada superior com a inferior, encaixe dos dentes e formato de toda a arcada. Outros fatores, como perfil facial, padrão de crescimento facial, as estruturas das articulações têmporo-mandibulares, os movimentos da mandíbula, padrão de deglutição, musculatura da face, lábios e língua também devem ser avaliados”.

Para o Dr. Marcio Passos, o envolvimento dos pais é primordial no sucesso do tratamento ortodôntico infantil: “nesta fase em que a cooperação do paciente é quase inexistente, precisamos de muito empenho por parte dos pais. Sem este auxilio o tratamento será quase impossível. A família tem que estar consciente e comprometida com a terapêutica. Só assim conseguimos melhor resultado”.

Depois dos 12/13 anos, o especialista aponta que somente o uso do aparelho fixo ou cirurgia podem ajudar na correção do posicionamento dos dentes na arcada: “após esta fase de ‘quase’ finalização do crescimento, a eficiência maior se dará somente com a ortodontia fixa. Nesta fase temos maiores resultados na movimentação dentária e já pouco resultado no desenvolvimento das bases ósseas, portanto conseguimos mexer com o perfil de forma bem suave. Ainda após esta fase, quando já temos o crescimento completo e existe uma discrepância do perfil associado aos da face, será necessário o uso de aparelho fixo mais cirurgia ortognátgica”.

Continua lendo

MF Press

Natacha Horana revela ser “viciada” em chá e aponta 7 de seus principais benefícios

Reprodução / MF Press Global

O costume de tomar chá está presente na cultura de civilizações milenares e persistiu ao longo do tempo. Acessível, de fácil preparo e benéfico para a saúde, não precisa ser a Rainha da Inglaterra para apreciar a bebida e incluí-la nos hábitos diários.

A bailarina do Faustão Natacha Horana se revela uma viciada em chá e conta um pouco de seus hábitos alimentares:” Não vivo sem chá! Sou uma ‘viciada’(risos). Quando tenho mais tempo tomo chá e como queijo branco ou ovos no café da manhã, mas o chá não pode faltar. Em vez do cafezinho depois das refeições, um chá cai bem, ajuda na digestão”.

Natacha conta que além do gosto pela bebida, faz questão de introduzi-la no seu dia a dia pelos benefícios que ela proporciona: “diversos estudos apontam os benefícios do chá, assim como médicos e nutricionistas com quem já me consultei. Além de saboroso, o chá dá um gás nos meus treinos, melhora meu humor e faz meu dia melhor”.

A bailarina aponta sete dos principais benefícios do chá que vão convencer você a incluir a bebida em sua dieta já:

Reprodução / MF Press Global

1 – Três xícaras por dia contribuem para uma saúde melhor – Pesquisas tem mostrado que três xícaras diárias da bebida podem reduzir a probabilidade de desenvolver câncer de fígado, gordura no fígado, cirrose e doença hepática crônica.

2 – Melhora o Humor – Três xícaras por dia já são o suficiente para melhorar o humor e reduzir em 37% os riscos de ter depressão.

3 – Chá ajuda a emagrecer – Segundo estudo, quando consumido dez minutos antes da prática de atividades física, a bebida ajuda a promover maior oxidação da gordura corporal.

4 – Melhora a concentração – Graças a presença de cafeína e do aminoácido teanina, chás podem ajudar na concentração e na capacidade de aprendizagem, de acordo com diversos estudos

5 – Alivia a TPM – Chás de erva-doce e sálvia funcionam aliviando dores abdominais e o de camomila ajuda diminuindo efeitos de irritação e ansiedade.

6 – Melhora a saúde bucal – Um estudo aponta que chás verdes e pretos ajudam a reduzir inflamações dentárias e também funcionam como preventivos do crescimento e adesão de bactérias na boca.

7 – É refrescante – Durante o verão o chá pode ser tanto consumido frio, utilizado como um aliado para combater o tempo abafado.

 

Continua lendo

MF Press

Especialista aponta que uso de termogênicos proporciona perder até cinco quilos em um mês

• atualizado em 23/05/2019 às 00:05

Reprodução / MF Press Global

A industria de suplementos alimentares nunca esteve tão em alta no Brasil. Em um país tropical, com forte apelo para o fitness e a boa forma, onde corpos sarados desfilam nas praias e nas timelines das redes sociais, a industria ligada a este ideal de estética e bem viver não para de crescer.

Segundo o empresário especialista no mundo fitness Daniel Cohen, CEO da Mundo Maromba Suplementos, um dos produtos mais procurados para quem busca diminuição de percentual de gordura são os chamados termogênicos, também conhecido como fat burners, (ou queimadores de gordura em português): “esse tipo de suplemento possui propriedades do consumo de energia corporal, promove o metabolismo energético e diminui o acúmulo de gordura, elevando a temperatura corporal, o consumo de oxigênio e consequentemente aceleração do metabolismo lipídico. Por isso é tão eficaz para aqueles que buscam reduzir rapidamente a gordura corporal”.

Daniel Cohen explica a diferença entre perder gordura e perder apenas peso: “substâncias como os termogênicos atuam diretamente oxidando as reservas de gordura e aumentando o metabolismo, então o peso perdido é em sua maioria composto de gorduras, tecido adiposo, e não de massa muscular. Essa é a vantagem que o termogênico pode dar a quem busca otimizar o gasto energético, ajudando a perder de 3 a 5kg em um mês”.

Daniel Cohen, CEO da Mundo Maromba Suplementos. (Reprodução / MF Press Global)

O empresário após um intenso trabalho de pesquisa, trouxe ao mercado um produto que tem demonstrado resultados muito além da perda de peso: ”pensei ser possível fazer produtos de qualidade em território nacional para fomentar a prática desportiva e uma vida mais saudável. Então em parceria com a Rainha Nutracêuticos criamos um termogênico denominado Kratos Hardcore, que tem 420g de cafeína por dose e um composto de gengibre e capsaicina, que é uma substância extraída dessa pimenta capsiate que dilata os vasos sanguíneos e reduz o colesterol. Além de acelerar o metabolismo lipídico, eleva a temperatura corporal, combate a fadiga mental, controla níveis de colesterol, triglicerídeos, regula níveis de açúcar, trás benéficos para cabelos e pele, melhora o metabolismo, auxilia na cicatrização de tecidos, faz bem ao coração, melhora a circulação sanguínea, estimula a produção cerebral de neurotransmissores como serotonina e dopamina, entre diversos outros benefícios. Tem sido um grande sucesso e pessoas relatam ter perdido 5kg em um único mês com o uso do produto reduzindo drasticamente o percentual de gordura”, relata.

No entanto o especialista também alertam que o consumo da substância não deve ser indiscriminado: “pessoas com problemas cardíacos ou qualquer alergia a um dos componentes da fórmula devem se abster do uso. É possível acelerar a perda de peso mas também não é uma fórmula mágica, é preciso ter uma dieta equilibrada e praticar atividades físicas para alcançar os bons resultados desejados”.

Continua lendo
  • Felipe de Jesus

    Jornalista, Teólogo, Gestor em Turismo, Sociólogo, Mrs. Mestre em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação, Bacharelando em Direito e Doutorando PHD em Ciências Sociais e Política.

Sobre o blog

  • A coluna trata de temas relacionados ao comportamento social, tendências, mercado, postura e principalmente a ética ou a falta dela em nossa sociedade. A Internet também é sempre pautada na coluna, já que atualmente as mudanças políticas / econômicas e outras estão sendo debatidas nas Redes Sociais. A ideia é trazer um olhar para o cidadão e uma reflexão das mudanças que vem ocorrendo através do imediatismo e de como o cidadão pode ajudar a mudar certos aspectos. A coluna não se presta a criticar, mas para analisar os diversos temas que vem sacudindo a sociedade moderna. Sugestões de temas são sempre bem vindos.